terça-feira, 20 de novembro de 2018

POPULAÇÃO DE ÓBIDOS EXPULSOU A EQUIPE DA REDE CELPA DA CIDADE

Indignados com os abusos cometidos pela Rede Celpa na Cidade, os moradores de Óbidos expulsaram a equipe que faz a fiscalização periódica das instalações elétricas em busca de "gatos".
Fizeram os servidores da empresa fecharem a conta na pousada e sairem da cidade horas após a sua chegada.
Estão de parabéns pela atitude contra essa empresa irresponsável e exploradora que comanda a distribuição de energia elétrica na região.
Nós já sabemos que essa frescura de chamar representantes da Celpa na Câmara de Vereadores e fazer reclamações não funciona.
A Celpa não funciona na conversa. Temos que protestar com a proporcionalidade do desrespeito com
o qual ela nos trata.
Metade do salário do pobre vai para essa empresa mercenária. E pior: o serviço prestado é de péssima qualidade.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

AUMENTAM AS QUEIXAS CONTRA A CELPA: JÁ NÃO É COBRANÇA ABUSIVA, É ROUBO MESMO

Impressiona a reiterada conduta criminosa da Celpa na apresentação aos consumidores de contas com
valores muito acima do que efetivamente foi consumido. As reclamações se avolumam, onde os consumidores não estão dando contas de pagar as faturas dos assaltos da Celpa.
Os aumentos abusivos e são grotescos que os consumidores já estão apavorados que um funcionário da rede Celpa se aproxima de sua residencia. Segundo desabafos de consumidores a Rede Celpa vem assaltando, e ainda prestando um péssimo serviço. 
FORA CELPA
Hoje, efetuei um pagamento de 437 Reais para a Rede CELPA (Nada justifica este preço. Absurdo!!!). 
Temos duas hidrelétricas aqui bem próximo a Uruará (Tucuruí e Belo Monte).
Temos uma região rica... Aí vem essa empresa extorquir o bolso do cidadão com valores abusivos... (tanto em consumo, quanto em multas ...)
Temos uma região Rica ai vem essas empresas extorquir o bolso do cidadão com valores abusivos, E é porque temos uma barragem Hidrelétrica em nosso quintal. Vamos compartilhar como forma de protesto e o próximo vamos fazer em frente à CELPA
Isso é um absurdo, que energia tão cara.nao estamos mas dando conta de pagar, vc trabalha o mês todo , não ver a hora de receber o salário. Aí quando chegar o talão de energia 😲😤o salário não dar pra pagar .porque 😠a conta de energia veio mas caro. Socorro não aguento mas ...#foracelpa.vergonha, falta de respeito com a sociedade.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Prefeito de Itaituba Valmir Climaco é agredido com paulada na Cabeça

Agressão aconteceu na manhã desta quinta-feira (1) nas proximidades da residência do prefeito, no km 7 da rodovia Transamazônica.
O prefeito de Itaituba Valmir Clímaco de Aguiar sofreu uma grave agressão, na manhã desta quinta-feira (1), por volta das 9h30, quando foi atingido por um homem com um pedaço de madeira nas proximidades de sua residência/fazenda no km 07 da rodovia.
Segundo informações que circulam pelas redes sociais, o agressor foi o funcionário de uma empresa da cidade que estaria jogando lixo no local e recebeu uma reclamação do prefeito. A paulada teria sido dada após Valmir virar de costas.
Portal Giro de Notícias

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

OBRAS INACABADA EM URUARÁ DEIXA POPULAÇÃO REVOLTADA COM A ENROLAÇÃO DA OBRA E A INCOMPETÊNCIA DO PREFEITO.

É um Deus nos acuda! A frase retrata muito bem como se sentem os moradores e comerciantes da Rua Bernardo Saião Centro de Uruará.
Indignado com o poder publico, os Comerciantes dizem que vem há dias sofrendo com o descaso por parte da prefeitura, onde uma obra de esgoto, e pavimentação esta causando muito transtorno.
A obra que deu inicio no pleito eleitoral para tentar agraciar votos de vem há uns meses no local e vem causando enormes transtornos com a poeira e os buracos, deixando o centro da Cidade insuportável.
Num passeio rápido pelas ruas do bairro, é bem visível o transtorno que os moradores e comerciantes enfrentam dia após dia. Ruas esburacadas e sem calçamento e muito poeira. E lamentável ver um prefeito ruim sem administração, sem planejamento e muito pior sem responsabilidade a frente do Município de Uruará destaca um Empresario, que esta tendo prejuízos em seu comercio.

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

PF prende cordenador de campanha e‘futuro secretário’ de Helder Barbalho

No âmbito da Operação Partialis, a mesma que procura o presidente do PROS, a Polícia Federal 
prendeu hoje preventivamente João Salame Neto (PP), apadrinhado da família Barbalho no Pará.
A Justiça Federal decretou a prisão de João Salame Neto, ex-prefeito de Marabá e coordenador de campanha do candidato ao Governo Helder Barbalho (MDB). Ele foi preso às 06h da manhã desta quinta-feira (18), em Brasília, Distrito Federal.
João Salame é alvo da Operação Partialis, que combate desvio de recursos públicos no Pará. Os trabalhos realizados na manhã de hoje pela PF, em conjunto com a Receita Federal, é um desdobramento da Operação Asfixia, onde sete mandados judiciais foram expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal de Marabá, nas cidades de Marabá, Altamira, e Brasília, sendo quatro mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão.
Salame foi prefeito de Marabá e, no ano passado, assumiu a direção do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, por influência dos Barbalho e em razão de um acordo com o PP, que comanda a pasta.Helder Barbalho, ex-ministro de Michel Temer e candidato ao governo do Pará — ele está no segundo turno contra Márcio Miranda (DEM) –, já havia anunciado João Salame como seu futuro secretário de Saúde, caso eleito.
João Salame é irmão de Beto Salame, deputado federal — também do PP — que não conseguiu se reeleger.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Uruará: Caso de suicídio é registrado no Bairro Jardim Morumbi

Jovem comete suicídio por enforcamento na cidade de Uruará
Um caso de suicídio ocorreu na noite deste sábado, 06 de outubro, na cidade de Uruará, sudoeste do Pará. Segundo informações da Polícia Civil, o jovem Jean Carlos da Silva, 24 anos, tirou a própria vida se enforcando com um fio de nylon. O fato ocorreu na Rua 13 de Maio, Bairro Jamdim Morumbi, zona oeste da cidade, por volta das 23 horas.
A equipe de plantão da Polícia Civil em Uruará (EPC Ivan, IPC Tadeu, IPC Michel e DPC Gabriel) compareceu ao local para fazer os primeiros levantamentos de informações. De acordo com a Polícia Civil, tudo indica que o jovem acabou com a própria vida se enforcando. Ainda de acordo com a polícia, testemunhas disseram que Jean chegou em casa chorando horas antes. A Polícia Civil informou também que o mesmo era usuário de drogas e tinha dificuldade em superar a dependência.
A motivação do suicídio é desconhecida.
Por Joabe Reis 
Informações: Polícia Civil

MAIS UM CASAL E EXECUTADOS A TIROS EM BRASIL NOVO.

Durante a Madrugada desse Domingo (07/10/2018), Por Volta de 01:00hrs, a Polícia Cívil de Brasil Novo, foi informada de Um duplo homicídio que teria Acontecido dentro de Uma Residência que fica localizada no Bairro Daniel de Freitas.
As Vítimas foram identificadas Como Raquel Mendes de Matos e David Rosa da Silva. Segundo as Primeiras informações que a Polícia Coletou no local do Crime até o Momento é que a Casa seria utilizada para a Venda de Drogas e durante os Procedimentos de Investigação foram encontradas Drogas alguns materiais para embalar é Uma Arma de fogo.
Ainda de Acordo com informações, os filhos dos Casal estavam em Um quarto no momento do Crime e só após Sairam e Chamaram os Vizinhos que acionaram a Polícia. A Polícia Cívil de Brasil Novo investiga o caso que segue em Apuração.
Informação Carlos Calaça Com Informações da Polícia Cívil de Brasil Novo

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

PREFEITO DE URUARÁ QUER EXPULSAR O CIRCO LAS VEGAS DA CIDADE

GERENTE DO CIRCO LAS VEGAS FECHOU ACORDO COM O PREFEITO E SECRETÁRIO DE CULTURA A 2 MESES ATRÁS, SOLICITOU ESPAÇO E LIBERARAM, AGORA DEPOIS DE TUDO MONTANDO, ESTÃO QUERENDO QUE O CIRCO SEJA DESMONTANDO..
VEJA OS COMENTÁRIO ABAIXO:
Mark Sousa Rocha Culpado é o prefeito mesmo , ele que manda , aí fica nos bastidores dizendo que não sabe de nada , esse Gilsinho é a desgraça mesmo ...
Graça Mota lamentável isso. esse prefeito e essa corja de vereadores deviam ser preocupar mas era com nossa saúde é precária. com ruas q so tem poeira . o Park já embargarão agora o circo. isso é porque ele não tem nem um compromisso com nossas crianças. e nem com ninguém. outra coisa nem sabia que o Jackson era crente. pois pra ele ser um servo de Deus falta muita coisa. olha prefeito e vereadores deixem o circo pois é um divertimento pra nossas crianças.
Joao Paulo Alves da Silva É mais fácil mexer com quem trabalha honesto, do que cumprir com as obrigações e necessidade do 
Marcelo Liberato Kkkkk isso a te parece brincadeira em vai então o Uruara não tem mais men uma divisão porque o parque não vei mais . E agora ele men o circo mais em
Claudia Schneider Tem que ficar aí mesmo onde ja está. Não atrapalha nada aí. Esse povo da prefeitura tem que se preocupar e com a poeira que está tendo na cidade pelo menos aguar as ruas da cidade tapar buracos da ruas e catar os lixo, aqui parece uma fossa ao ar livre urubú p todos os lados Tá abandonada a cidade
Gleyci Sousa queremos o circo na cidade a única diversão q temos pras nossas crianças de divertirem,esses flpts querem tirar,isso é um absurdo um descaso falta de moral pro prefeito ,bota moral prefeito um pouquinho 
Gilma Nacimento Deixem o rapaz do circo faser seu trabalho meu deus pra faser o rapaz ter que sair dai fala serio
Sheila Fialho A cidade já não tem muito à oferecer, principalmente para as crianças se divertirem, ainda querem tirar a única diversão que aparece.
Fala sério!

HOMEM E DETIDO PELA POLICIA DE URUARÁ DEPOIS DE FICAR SE MASTURBANDO EM ATO OBSCENO PARA MULHERES.

Um homem foi detido no inicio dessa manhã dessa Quarta feira, depois de pessoas ligarem para a policia denunciando um cidadão que a dias vinha se masturbando próximo as casa no Bairro aeroporto em Uruará.
Segundo a Polícia Militar uma mulher informou para a policia que havia um homem se masturbando nas Proximidades de sua casa e a mais de 08 dias a cena se repetia sempre no período da manhã por volta das 8 horas da manhã.
Após receber as informações do fato e as características do suspeito, os policiais iniciaram buscas pelo indivíduo, onde o homem foi localizado, no local onde o mesmo sempre praticava o ato, sendo que ao avistar a viatura, o suspeito saiu e tentou fugir mas foi capitado.
O homem foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia. Ainda segundo a mulher contou que o homem havia lhe mostrado o órgão genital, chegando em algumas vezes se masturbar com as 02 mãos. O cidadão tarado relatou que tem uma plantação de abóbora no local e sempre cuida da abóboras e o mesmo disse ser funcionário de uma serraria.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

03 TIROS E 5 FACADAS CEIFA A VIDA DE MAIS UM URUARAENSE

No inicio dessa Manhã de Segunda feira por volta das 09 horas um jovem foi assassinado a tiros e facadas no município de Uruará, Jose Gomes de Souza Filho conhecido por Fuzil foi executado com 03 tiros e 05 facadas onde teve morte na cena do crime.
A policia já tem pista do autor do crime e a suspeite e acerto de contas

Casal é executado a tiros no travessão da 20

CASAL É EXECUTADOS A TIROS EM UM TRAVESSÃO PRÓXIMO DE BRASIL NOVO.
Na Manhã dessa Segunda-feira (01/10/2018), Por Volta das 10:30hrs, a Polícia Cívil e Militar de Brasil Novo, foram Informados de Um duplo homicídio que teria Acontecido no Travessão da 20, aproximadamente 17 km do Município.
A Guarnição da Polícia Militar junta juntamente Com a Polícia Cívil, se deslocaram até o Local informado onde Constataram a Veracidade da Informação e se depararam Com Um Casal em Óbito.
No Local o Homem identificado Como Luciano de Araújo Rocha e Uma Mulher identificada Como Renata de Oliveira Pereira, foram Executados com disparos de Arma de fogo na Cabeça.
O Local foi isolado pela Polícia até a Chegada da Equipe do Iml de Altamira, para a realização dos Procedimentos Cabíveis e remoções dos Corpos. A Polícia Cívil já iniciou as investigações para Saber a Motivação e a Autoria desse Crime.
 Carlos Calaça Com Informações da Polícia Cívil e Militar de Brasil Novo.

URUARAENSE QUE CUMPRIA PENA EM PRESIDIO EM BELÉM É ASSASSINADO

O Uruaraenses Warney do Nascimento de 33 anos, preso no dia 9 de Abril de 2013 em Parnaíba, norte do Piauí, por policiais civis paraenses, indiciado por crime de homicídio pela morte do jovem Páblio no município de Uruará o mesmo foi morto nesse final de semana em um presidio de Santa Izabel em Belem. Warney estava preso a cinco anos no Presidio de Altamira e já estaria em liberdades em meado do ano de 2019, onde segundo informações Warney foi o chefe da rebelião que aconteceu no ultimo dia 17 no Presidio de Altamira, causando a Morte de 07 detentos, onde de imediato Warney foi encaminhado para o Presidio da capital Paraense.
Por volta de 18h cerca de 50 internos do Pavilhão Seguro 006 do CRPP III, executaram a golpes de estoque os detentos Silva de Souza Barbosa de 25 anos e Warney Nascimento de Souza de 33 anos, respetivamente Chefe e Subchefe da facção criminosa de Altamira.
Na época do crime o acusado apresentou outra motivação, ao admitir a autoria do crime. Warney alegou que teria assassinado Páblio Carlos por vingança. Ele contou que teria sido chamado em um bar, por conhecidos da vítima, e começou ali uma discussão. Durante a confusão, a vítima teria lhe aplicado um soco no rosto. 
Warney afirmou que, após ser agredido, teria telefonado por um conhecido que lhe informou o local em que havia uma arma de fogo. O acusado contou que foi até o local, onde pegou a arma e retornou até o bar, onde efetuou um único tiro pelas costas da vítima e ainda três coronhadas na cabeça de Páblio para matá-lo.

MULHER E ATACADA POR UM DESCONHECIDO E ESFAQUEADA NA EXFAU EM URUARÁ.

O Fato Ocorreu na Manhã desse Domingo (30/092018), Por Volta das 05:30hrs, durante a feira de
Exposição de Uruará. Segundo Informações de Uma Amiga da Vítima, Khilvia Lameira e ela foram pra Um local afastado Urinar quando a Vítima foi atacada Por Um Homem ainda desconhecido.
O Homem a Tentou Estupra e os dois entraram em Luta Corporal. Khilvia Conseguiu se Livrar do Elemento, mas desmaiou e quando Testemunhas tentaram acorda-lá Perceberam que a Jovem havia sido Esfaqueada.
Khilviia Lameira ainda foi Atendida pela Equipe Médica de Uruará e Chegou a Ser Transferida de Helicóptero para o Hospital Regional Público da Transamazonica, em Altamira, mas não resistiu ao ferimentos.
A Delegacia de Polícia Cívil de Uruará Investiga o Caso e Agora a Prioridade é Encontra o Homem que Teria Atacado e Esfaqueado Khilvia.
Informação Carlos Calaça e Rômulo D'Castro 
Com as Informações da Polícia Civil e Militar de Uruará.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

SEM COMENTÁRIOS

A situação dos lençóis usados no Hospital Municipal de Uruará é reflexo do descaso com a saúde do município.
Cena  revoltante

sábado, 22 de setembro de 2018

TIO QUE MATOU O PRÓPRIO SOBRINHO DE APENAS 6 ANOS COM 7 FACADAS E PRESO PELA POLÍCIA CÍVIL E MILITAR.

Na Tarde dessa Sexta-feira (21/09/2018), Por Volta das 17:30hrs, a equipe da Polícia Cívil de Uruará Com Apoio da Polícia Militar Prenderam Antônio Maciel da Silva, autor de Matar o seu Próprio Sobrinho de apenas 6 Anos de idade com 7 facadas.
O Crime aconteceu no Último Domingo (16/09/2018), Por Volta das 16:00hrs da Tarde no lote da família que fica localizado no km 170 norte há 25 km da Faixa da Transamazonica na Zonal Rural de Uruará.
O Acusado foi Preso nas Proximidades da Casa da Família no mesmo Travessão onde Matou a Criança, os Policiais após da voz de Prisão para Antônio, o mesmo foi encaminhado Para a Delegacia de Uruará Para os Procedimentos Cabíveis.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

CASO DOS VEREADORES ENVOLVIDO NO ESQUEMA DE AUMENTO FRAUDULENTO DOS SALÁRIOS, VAI PARA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA EM BELÉM

PERICIA NOS COMPUTADORES APREENDIDO NA CÂMARA DE VEREADORES DE URUARÁ, NA OPERAÇÃO DO DIA 8 DE MAIO, DESCOBRIU QUE OS DOCUMENTOS, DA FALSA SEÇÃO FOI ELABORADO UM ANO DEPOIS DA DATA
O Ministério Publico estadual representado pela promotora de justiça Local, Dra. Lívia Tripac Miléo, ofereceu a denuncia ao Tribunal de Justiça em segunda instancia em Belem. Depois que o Juiz da Comarca Juliano Dantas Jeronimo Juiz de Uruará despachou no inicio dessa manhã 20 de Agosto, um parecer afastando o Vereador Jackson do cargo de Presidente e o Vereador Zenilson da Silva de Secretario da câmara de Vereadores.
No novo pedido do MP a Promotora, pede pela prisão e pelo afastamento do exercício das funções  dos mandatos de vereador de todos os acusados, VEREADORES DE URUARÁ, GILMAR MILANK, GEDEON MOREIRA, JACKSON OLIVEIRA, RODOALDO PACHECO E ZENILSON SILVA.
No despacho do Juiz no dia 20 de Agosto o mesmo argumentou que as Prisões Cautelares Compulsando detidamente os autos, não obstante os substanciosos argumentos da Douta Promotora de Justiça denunciante que, indubitavelmente, atua com diligência na defesa do interesse público, merecendo louvor, verifica-se que, NESTE MOMENTO, a prisão cautelar dos denunciados não e nescessaria. 
ENTENDA O CASO
No Mês de Outubro de 2017 o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de justiça de Uruará, Pedro Renan Cajado Brasil, ajuizou ação civil pública para suspender o pagamento do reajuste aprovado pela Resolução nº 002/2016, que aumentou o subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Uruará, os quais passaram a receber o valor de R$ 7.500,00, a partir de janeiro de 2017. Anteriormente o subsídio era de R$ 4.890,00, havendo, portanto, um aumento de mais de 53%.
A ação civil pública foi resultado de uma investigação realizada pelo Ministério Público, a partir de documento encaminhado pelo presidente do partido Democratas de Uruará. Ficou constatado que a Resolução nº 002/2016 padece de diversos vícios, como a inexistência de processo legislativo. O MPPA apurou que houve uma verdadeira fraude, com a elaboração de documentos com teor falso para dar ar de legalidade à aprovação da referida resolução.
No dia 08 de Março, aconteceu na Câmara municipal de Uruará, uma ação de apreensão de documentos, realizada pela Policia Civil no andamento do inquérito policial que investiga o aumento fraudulento dos salários dos Vereadores determinado pela justiça, o Ministério Publico estadual, pediu a perda do do mandato e a prisão dos 5 vereadores.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Susipe divulga nota sobre rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira

Nota à Imprensa: A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) informa que o motim no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRALT) já foi controlado. Cerca de 120 detentos custodiados no CRRALT se amotinaram, na madrugada desta terça-feira (18/9), após uma tentativa de fuga frustrada da unidade prisional.
Por volta da 01h30 da madrugada, um grupo de 16 presos da cela 3, do bloco A, tentou fugir pela janela de ventilação do local. Os agentes prisionais de plantão flagraram a movimentação pelas câmeras de segurança e acionaram a PM que interceptou a fuga. Os detentos correram então em direção ao bloco do semiaberto e atearam fogo na sala do gerador de energia e no galpão de alojamento. No motim, parte das celas e grades da unidade prisional, além da enfermaria e secretaria foram depredadas.
O incêndio foi controlado pelo Corpo de Bombeiros já por volta das 04h da manhã. O motim terminou às 09h40 da manhã, quando os presos se entregaram, após negociação. Os detentos reivindicaram celeridade na análise dos processos penais pela Justiça. Uma recontagem e revista é realizada, neste momento, com a apoio de policiais do Comando de Operações Especiais (COE) da PM que se deslocaram de Belém até Altamira.
A Susipe, até o momento, não confirma nenhuma fuga de presos. De acordo com a Diretoria de Administração Penitenciária da Susipe, seis detentos foram mortos por outros presos e um morreu carbonizado. Os corpos foram encaminhados para identificação no Instituto Médico Legal (IML). A Susipe informa ainda que outros três detentos tiveram ferimentos e foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Atualmente, o CRRALT custodia 374 presos. A capacidade é para 208. Um inquérito policial será aberto para investigar o caso.
Os corpos dos sete internos mortos durante o motim já estão no IML em Altamira. 
lista com os nomes dos internos mortos durante a rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira.
1- Fábio Ferreira Nogueira 
2- Natalino de Mota Azevedo 
3- Jorge Marcos de Souza Ribeiro 
4- Thauan Lacerda Costa 
5- Elielson Vieira de Souza 
6- Josiel da Conceição Souza 
7- Antônio Carlos E. Dos Santos
Por Karina Pinto

Internos iniciam motim no centro de recuperação em Altamira

A rebelião no Centro de Recuperação de Altamira começou durante a madrugada. Internos do bloco A iniciaram o motim por volta das 02:00 da manhã, e atearam fogo em colchões. Uma ala inteira foi destruída pelas chamas. Eles queimaram o prédio do semi-aberto, e a unidade da administração.
Durante a confusão, os agentes que estavam de serviço durante a noite conseguiram fugir, e evitar que fossem feitos reféns. Atualmente, cerca de 340 presos ocupam as celas do centro, que já chegou a abrigar mais de 800.
Durante o motim, quatro internos formam mortos. Dois presos foram esfaqueados, e outros dois teriam sido enforcados. Entre as vítimas está Elielson Freitas, o Tadeu, preso acusado de matar a jovem Gabriele e seu filho, no município de Vitória do Xingu. 
Por Karina Pinto

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

DEPOIS DE MAIS DE 5 DIAS INTERNADO NO HOSPITAL MUNICIPAL DE URUARÁ ASSALTANTE É ENCAMINHADO PARA CARCERAGEM DA DELEGACIA DE ALTAMIRA

O assaltante Reiris Silva de Souza, vulgo Baiano, 32 anos, que foi baleado em troca de tiros com a polícia na cidade de Uruará, na tarde da ultima terça-feira, 11 de setembro. Tratando de um indivíduo suspeito da autoria de vários assaltos a mão armada no município de Uruará, sudoeste do Pará, foi baleado ao resistir a prisão e trocar tiros com a Polícia Civil. Segundo informações o criminoso já recebeu alta Hospitalar e esta na Carceragem da delegacia de policia Civil de Altamira no setor de triagem. Segundo informações o criminoso causou grandes transtorno no leito do hospital municipal de Uruará, onde depois de pegar e esconder, um estrumamento cirúrgico de uma técnica em enfermagem, que realizava o procedimento de curativo no mesmo, o meliante recebeu alta Hospitalar e foi recambiado para a Carceragem de Policia em Altamira.

DEPUTADO ESTADUAL CANDIDATO A REELEIÇÃO TEVE CANDIDATURA DEFERIDA COM RECURSO E AGUARDA JULGAMENTO DE INSTANCIA SUPERIOR


O candidato a reeleição a deputado estadual Eraldo Pimenta Réu em vários Processos, onde em 2014 concorreu as eleições com Liminar. O deputado teve também um Habeas corpus" indeferido.
Deferido com recurso
Candidato julgado regular e deferido; no entanto, houve interposição de recurso contra essa decisão e aguarda julgamento por instância superior.
VEJA ALGUMAS DAS CERTIDÕES DO CANDIDATO

MENINO DE 7 ANOS E ASSASSINADO A FACADAS PELO PRÓPRIO TIO EM URUARÁ.

O Autor do homicídio, Antônio Maciel da Silva matou a facada seu próprio sobrinho de 7 anos na tarde desse domingo dia 16.
Antonio Marciel da silva
O crime bárbaro aconteceu no km 170 norte, 25 km da faixa onde segundo relato da mãe da vítima o autor (seu irmão) estava na residência desde manhã cedo pra matar um porco e estava bebendo. e que por volta das 16:00 ele saiu pra mostrar um lote a um comprador ali perto.
A relatora (mãe da vítima) estava no terreiro varrendo quando ouviu o seu irmão (autor do homicídio) chamando por ela e seu marido na estrada, uma distância de 100 metros da casa. Ocasião em que o marido da relatora mandou o filho (vítima) ir até a presença do suspeito, ocasião em que o filho foi de bicicleta.
A mãe relatou que só deu tempo da criança chegar no local, que ouviu os gritos da criança.
Ela correu até o local e lá presenciou a criança caída ensanguentada e o suspeito seu Irmão, próximo ao corpo com as mãos levantadas, e em uma das mãos, uma faca suja de sangue.
A relatora correu para pedir ajuda ao seu marido, momento em que o homicida evadiu-se do local, tomando rumo ignorado.
A motivação do Bárbaro crime não se tem informações pois o criminoso deferiu facadas em uma criança de 7 anos indefesa.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Uruará: Baiano resiste a prisão e acaba ferido em troca de tiros com a polícia

Assaltante é baleado em troca de tiros com a polícia na cidade de Uruará
No início da tarde desta terça-feira, 11 de setembro, um indivíduo suspeito da autoria de vários assaltos a mão armada no município de Uruará, sudoeste do Pará, foi baleado ao resistir a prisão e trocar tiros com a Polícia Civil.
Segundo informou a polícia, a troca de tiros ocorreu na casa do indivíduo no Bairro Vila Brasil, zona norte da cidade de Uruará, quando a Polícia Civil deflagrava uma operação para cumprir o mandado de prisão preventiva expedido pela justiça em desfavor do mesmo. 
O suspeito, Reiris Silva de Souza, vulgo Baiano, 32 anos, natural de Itabela-BA, foi encaminhado para o Hospital Municipal de Uruará (HMU) com ferimentos no corpo e no braço. 
Uma arma de fogo de cano curto duplo calibre 36 usada pelo indivíduo, e munições de calibre 38 foram apreendidas. Um carro saveiro e uma balança de precisão usada para pesar droga também foram apreendidos. Ainda segundo informou a polícia, a prisão de Reiris havia sido decretada em razão dos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, associação
Arma usada pelo criminoso
criminosa, tráfico e assalto a mão armada que o mesmo praticava no município. Na Delegacia de Polícia Civil pelo menos 8 ocorrências foram registradas envolvendo o suspeito, inclusive com o reconhecimento de vítimas. Baiano ainda é suspeito de participação em um caso de sequestro.
No hospital o suspeito foi submetido a cirurgia. E de acordo com informações do HMU a cirurgia terminou por volta das 18 horas e o quadro clínico do suspeito é estável.
Sobrevivendo ao baleamento Reiris ficará preso a disposição da justiça.
Por Joabe Reis
Informações: Polícia Civil

terça-feira, 11 de setembro de 2018

VEJA LOGO MAIS : CRIMINOSO POR PRENOME DE BAIANO TROCA TIROS COM A POLICIA DE URUARÁ É FERIDO E ESTA NESSE MOMENTO NA MESA DE CIRURGIA, EM ESTADO GRAVE.

sábado, 8 de setembro de 2018

Rapaz registra BO sobre agressão e apropriação indébita de Celular contra Helde

O jovem Samuel Benasuli Pinheiro, morador da Marambaia, gravou um vídeo que viralizou nas redes sociais, acusando o candidato ao governo do Pará Helder Barbalho (MDB), de lhe ter agredido, ao ser perguntado sobre a Lava Jato e ao dinheiro da Sudam. 
O jovem alega que sua denúncia não tem motivação política e que ele vai votar nulo, mas que está preocupado por saber com quem se envolveu e que teme sofrer retaliações.
Segundo disse, Samuel Benasuli Pinheiro estava na frente de sua casa, quando Helder Barbalho, com apoiadores, passava por ali. Sua mãe foi abordada por assessores e orientada para que falasse com o candidato. Samuel pegou o celular para fotografar a mãe e depois pediu para fazer uma pergunta em vídeo para Helder Barbalho. E perguntou: “Candidato, como você vai se livrar das investigações da Lava Jato e como está o dinheiro da SUDAM?“
Após isso, Helder teria chamado seguranças para ajudar-lo a arrancar o celular das mãos do rapaz, que ainda tentou transmitir ao vivo a entrevista com o candidato do MDB.
Ainda segundo o rapa, a sua casa foi invadida tanto por Helder Barbalho quanto por seus seguranças, que o ameaçaram, dizendo: Toma cuidado com a tua vida.
Humilhado e sem o seu celular que diz ter sido roubado ( na verdade trata-se de apropriação indébita que é crime previsto no artigo 168 do Código Penal Brasileiro e consiste no apoderamento de coisa alheia móvel, sem o consentimento do proprietário),Samuel Benesuli teme por sua integridade física e de sua família, pois teve seu rosto e a frente da sua casa fotografados por assessores de Helder Barbalho, que tem um segurança, conhecido como Benezinho, considerado violento e agressivo.
Alguns policiais militares apareceram na cena do crime e ainda presenciaram as ameaças sofrida por Samuel e a admissão, por parte do pessoal de Helder Barbalho, que o celular foi realmente tomado à força das mãos do jovem. A família de Samuel está apavorada, temendo represálias por parte dos seguranças e militantes do MDB,
O registro de um boletim de ocorrência policial foi feito na Seccional Urbana da Marambaia e espera-se que o caso seja investigado, pois o país precisa ser passado a limpo e a impunidade não pode continuar sendo aceita pelas instituições públicas, sobretudo quando poderosos afrontam os mais pobres, mesmo estando em plena campanha em busca de votos na periferia.
O jovem alega que sua denúncia não tem motivação política e que ele vai votar nulo, mas que está preocupado por saber com quem se envolveu e que teme sofrer retaliações.
Em sua fanpage, Helder Barbalho postou uma foto com sua filha mais nova, o que confirma que esteve na Marambaia, mas nada comentou sobre a denúncia do jovem morador do bairro, que apela para ter seu celular devolvido.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Reformada e ampliada, escola de ensino médio beneficia mais de 1.400 alunos em Uruará, na região Xingu* :

O município de Uruará ampliou sua rede de ensino público com a entrega, nesta segunda-feira (3), da Escola Estadual de Ensino Médio Melvin Jones. A obra de reforma e ampliação, executada pela
Secretaria de Estado de Educação (Seduc), resulta de um investimento de R$ 5.663.288,76.
A obra faz parte do Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura da Educação Básica do Estado do Pará, que integra o Pacto pela Educação, iniciativa que conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
A Escola Melvin Jones tem 1.410 alunos matriculados no ensino médio regular; no Programa Mundiar, que corrige a distorção idade/ensino, e no Sistema Interativo Educacional (SEI), que oferece aulas diárias, via satélite, e ainda no ensino médio regular do Sistema de Organização Modular de Ensino (Some).Com 20 salas de aula, a escola tem uma estrutura inovadora na rede de estabelecimentos da Seduc, e se tornou a maior da região de influência da Rodovia BR-230 (Transamazônica). O prédio tem salas de aula para Atendimento Educacional Especializado, informática e leitura, laboratório multidisciplinar, sala de vídeo e um bloco administrativo, além de toda a infraestrutura de apoio para a merenda escolar, áreas de serviço e banheiros adaptados para pessoas com deficiência.
Fundada em 1º de março de 1973, a escola homenageia um norte-americano, Melvin Jones, que nos anos 1970 ajudou a estruturar a unidade educacional. Hoje, a unidade reúne em seu corpo funcional 58 servidores, incluindo direção, professores e pessoal administrativo.
Estrutura - As novas instalações receberam 66 centrais de climatização, no valor R$ 435.143,06 mil, e nos próximos dias chegarão 530 novas carteiras escolares – investimento superior a R$ 172 mil.
Na solenidade de inauguração, o diretor da escola, Jean Pierre Batistello, disse que a educação no município só tem boas perspectivas. “Esse novo ambiente fez com que todos os educadores trabalhassem mais felizes, e os alunos também melhoraram o aprendizado”, destacou Célio Veras, professor de matemática financeira na escola.
Reconhecimento - A placa inaugural foi descerrada por autoridades e estudantes, que assistiram à apresentação de carimbó, feita por alunos. O governador Simão Jatene percorreu as novas instalações da escola, junto com o prefeito de Uruará, Gilson Brandão (MDB); Alexandre Lunelli, prefeito de Brasil Novo, e Raquel Brandão, prefeita de Placas. Segundo Gilson Brandão, com a nova escola “podemos oferecer uma educação de qualidade, e fazer de Uruará uma referência na educação da região".
As secretárias de Estado Izabela Jatene (de Municípios Sustentáveis) e Ana Claudia Hage (de Educação) destacaram a importância da nova escola. A titular da Seduc pediu o empenho dos professores para melhorar ainda mais a educação no município, e ressaltou os investimentos na rede pública e o empenho em manter os salários dos servidores em dia.
Bem público - Em seu pronunciamento, Simão Jatene ressaltou a importância da organização da sociedade e recomendou aos estudantes que tenham maior cuidado com o bem público, principalmente com a escola. "Minha expectativa, assim como a de todos que estão aqui, é a de que toda essa modernização se reflita em uma boa educação, que essas crianças e jovens possam melhorar o seu nível de aprendizado”, afirmou o chefe do Executivo.
“Saio daqui muito feliz porque vi a união de prefeitos em torno da Transamazônica, e a união de pessoas que disputaram a eleição em campos opostos, mas agora estão juntas na defesa de Uruará", frisou o governador.

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Vereador de Senador José Porfírio é assassinado a tiros na Fazenda Ressaca

As primeiras informações apontam que a vítima foi morta com pelo menos seis tiros. Os suspeitos ainda não foram identificados. O vereador Izoeldo Batista estava na região da Ressaca, município de Senador José Porfírio, visitando uma propriedade, e teria sido surpreendido na manhã desta segunda pelos criminosos.
Uma equipe da polícia militar já foi destacada para ir até o local, acompanhada de investigadores, e um delegado, enviado pela superintendência de polícia civil do Xingu. Em Senador a prefeitura decretou luto oficial, e ponto facultativo nos órgãos do município.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

VENCIDO OS 10 DIAS DADO PELA JUSTIÇA, VEREADORES DENUNCIADOS ENTRAM COM DEFESA

A DEFESA DOS VEREADORES DENUNCIADOS POR CRIME DE PECULATO, FALSIDADE IDEOLÓGICA E FORMAÇÃO DE QUADRILHA ENTREGOU NO DIA DE ONTEM DIA 29 DOCUMENTAÇÕES TENTANDO REVERTER O QUADRO CRIMINOSO DOS LEGISLADORES DE URUARÁ.
Com o vencimento do Prazo de 10 dado pela justiça para que os 5 vereadores denunciados, para responderem a acusação, por escrito, onde a defesa dos 5 vereadores entregou á Justiça na manhã de Ontem dia 29 os argumentos solicitado pelo, juiz de Uruará, Juliano Dantas Jerônimo no andamento do processo. Onde os mesmos podiam questionar preliminares, oferecer documentos e justificações, especificar provas e listar testemunhas.
A Justiça de Uruará acatou parcialmente denúncia realizada pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), através da promotora de Justiça do município Lívia Tripac Mileo Câmara, e determinou o afastamento de cinco vereadores, que não poderão exercer a presidência da Câmara Municipal de Uruará, qualquer cargo ou função pública, de direção ou chefia, em órgão interno da Câmara municipal.
Os afastados são os vereadores do município Gedeon de Souza Moreira, Gilmar Antônio Milanski, Jachison de Oliveira Lima, Rodoaldo Pacheco e Zenilson da Silva, que estão sendo acusados pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e associação criminosa.
“Os vereadores deste município tiveram aumento em seu subsídio sem a devida observância do processo legislativo pertinente, ou seja, verdadeira apropriação indevida de recursos públicos, motivo pelo qual esta promotoria passou a apurar os fatos”, destacou a promotora Lívia Câmara.
“A acusação feita pelo Ministério Público é gravíssima. Supostamente cometidos por agentes políticos que receberam a confiança dos cidadãos para representação política na Câmara Municipal. Configurando, inclusive, se provadas às condutas, ato de improbidade administrativa,” concluiu o juiz.

PRESO NESTA QUARTA FEIRA HILDERLEY QUE BALEOU POLIANA NO ROSTO

Nesta quarta-feira (29), a Polícia Civil prendeu 1 homens em cumprimento a mandados de prisão preventiva, por crime relacionado à violência doméstica contra a mulher, em Santarém, oeste do Estado. O presos é identificado como Hilderley dos Santos Castro, marido da servidora pública Poliana Stabenow, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Poliana foi baleada no rosto pelo acusado, no último dia 23, em casa, na sede do município.permanece internada. Hilderley está indiciado pelo crime de tentativa de feminicídio.
Hilderley Castro disparou um tiro de revólver no rosto da esposa. O crime ocorreu quando a vítima amamentava a filha de 5 meses de vida. A mulher está internada no Hospital Municipal de Santarém (HMS). O criminoso esta a disposição da Justiça.
Ascom Polícia Civil

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

JUIZ DA CIDADE DE URUARÁ USA AS REDES SOCIAIS PRA CHAMAR PROMOTORA DE “GATA” E OAB-PARÁ ACIONA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA ALEGANDO CONDUTA INDEVIDA DO JUIZ

OAB protocolou a primeira denuncia em 09/08/2018
A Ordem dos Advogados do Pará enviou pedidos de providências a desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado Vânia Valente de Couto solicitando providências quanto a conduta do Juiz da Comarca de Uruará, Dr. Juliano Dantas Jerônimo, que estaria usando as redes sociais para indevidamente chamar de “Gata” a promotora de justiça Local, Dra. Lívia Tripac Miléo.
De acordo com Print feito pela OAB/PA, a publicação do juiz dizia: “(...) (sic) Na correria do dia a dia às vezes deixamos passar situação que merecem elogio sem reconhecer.
ADEMAIS, A PROMOTORA É UMA GATA, COM TODO O RESPEITO!”


Postagem feita pelo Juiz Dr. Juliano Dantas
No pedido, a OAB/PA ressalta que tal conduta se mostra inapropriada, que o próprio magistrado excluiu a postagem de sua página em seguida. E que ainda assim, a publicação repercutiu negativamente. 
Em um segundo pedido, a OAB/PA pede providências quanto a outros comportamentos do Juiz Juliano Dantas Jerônimo. 
O Juiz estaria limitando o acesso dos advogados daquela comarca às salas do Fórum e estipulando horários pra falar com as assessoras, sendo que é direito dos advogados dirigirem-se ao magistrado e as salas de trabalho, independentemente de horário.
O documento relata também que o magistrado Juliano estaria passando muito tempo distante da Comarca, não estaria atendendo os advogados, além de não ser pontual em relação aos horários designados para as audiências.
Além disso, o juiz teria saído de férias no mês de abril, e ao retornar, teria passado poucos dias em atividade, e logo em seguida iniciou um curso, obrigando a transferência das audiências.
Em outro trecho do documento, a OAB/PA explana que o juiz ficou responsável pelo plantão na cidade de Uruará no mês de Agosto, mas no dia 4 de Agosto foi para Natal (RN) onde participou do Circuito Nordeste de Corridas. Ou seja, enquanto deveria estar na Comarca, viajou a lazer ficando ausente durante duas semanas seguintes. 
Além disso, muitas audiências estão tendo que ser remarcadas, com datas até pra 2019, causa do enormes prejuízos, uma vez que, a Comarca de Uruará contabiliza aproximadamente 9 mil processos.
Com informações Blog do JK

APÓS O CASO TER SIDO ABAFADO E REPERCUTIR NAS REDES SOCIAIS ATRAVÉS DO BLOG COM A MÃE PEDINDO JUSTIÇA, HILDERLEI DE CASTRO, QUE ATIROU NO ROSTO DA ESPOSA NA ÚLTIMA QUINTA-FEIRA (23) FOI PRESO NO FINAL DA MANHÃ DE HOJE

Após cobranças nas redes sociais, o meliante Hilderlei de Castro, foi preso no final da manhã desta quarta-feira pela polícia civil. Hilderlei é acusado de ter dado um tiro no rosto da esposa, a jovem professora da UFOPA, Poliana Stabenow, 32 anos, na última quinta-feira (23) em Santarém. O caso estava abafado, mas a mãe procurou o blog na manhã da última segunda-feira (27) para pedir justiça, assim todos ficaram sabendo, repercutindo o caso nas redes sociais cobrando justiça. A jovem Poliana já foi operada na manhã de ontem no hospital municipal para a retirada da bala que se alojou no rosto, o seu estado de saúde é estável. O marido fugiu após o tiro e só se apresentou na delegacia na última segunda-feira (27), ele prestou depoimento e saiu tranquilamente da delegacia. 
Com informações JK

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Sentença cancela concessão da Rádio Clube do Pará por violação da Constituição

Decisão atende a pedido do MPF e se baseia no artigo 54 da
 Constituição, que proíbe a propriedade de veículos de comunicação 
por políticos detentores de mandato Para a Justiça, mudança no 
quadro societário da rádio, após o ajuizamento da ação, tornou
 a situação jurídica da concessão ainda mais irregular 
A Justiça Federal, em decisão assinada na última quinta-feira (23), ordenou o cancelamento do serviço de radiodifusão sonora outorgado à Rádio Clube do Pará (PRC-5 Ltda) e determinou que o governo brasileiro faça novo processo seletivo para outorga da concessão a outra pessoa jurídica que não tenha impedimentos legais para serviços de radiodifusão. A sentença, da 2ª Vara Federal de Justiça em Belém, atende a pedido do Ministério Público Federal (MPF), em processo iniciado em 2016.
O processo do MPF se baseia no artigo 54 da Constituição brasileira, que veda a políticos detentores de mandato a propriedade de veículos de comunicação. Segundo o artigo, deputados e senadores não podem celebrar ou manter contratos com concessionárias de serviço público, o que inclui as emissoras de rádio e TV.
O inciso II, alínea a, do mesmo artigo veda aos parlamentares serem proprietários, controladores ou diretores de empresas que recebam da União benefícios previstos em lei. A regra também impede a participação de congressistas em prestadoras de radiodifusão, visto que tais concessionárias possuem isenção fiscal concedida pela legislação.
Na defesa apresentada à Justiça, Jader Barbalho e Elcione Zaluth Barbalho informaram que se desligaram do quadro societário da empresa que possui a concessão da Rádio Clube do Pará em 2017 (após a ação judicial do MPF). Em lugar deles, passou a figurar no quadro societário Giovana Centeno Barbalho, filha de Jader, a quem ele passou a representar na empresa, na qualidade de procurador.
Para a Justiça, a mudança no quadro societário, após o ajuizamento da ação, tornou a situação jurídica da concessão ainda mais irregular. “Merece especial destaque que as cotas sociais de Elcione Barbalho foram transferidas para seus dois filhos (também filhos de Jader Barbalho), demonstrando a permanência do controle familiar sobre a pessoa jurídica. Mais grave, porém, é a situação do senador da República, que, além de ceder suas cotas para a filha, continua exercendo ingerência direta sobre a empresa concessionária, como seu representante”. As aspas são da sentença.
A investigação sobre a propriedade de emissoras de rádio e tevê por políticos foi iniciada pelo MPF em São Paulo, que fez um levantamento em todo o país das concessões de radiodifusão que tinham políticos como sócios. A partir disso, várias ações foram iniciadas em vários estados do país. Já existem decisões judiciais em tribunais superiores retirando as concessões das mãos de parlamentares, seguindo o entendimento do Supremo Tribunal Federal, que já se manifestou contrário ao controle de políticos sobre veículos de comunicação.
Outras ações – Em 2016 o MPF ajuizou cinco ações contra concessões de radiodifusão em território paraense que têm como sócios detentores de mandatos eleitorais, com base no artigo 54 da Constituição Federal. Os deputados federais Elcione Barbalho (PMDB/PA) e Cabuçu Borges (PMDB/AP) e o senador Jader Barbalho (PMDB/PA) violam a legislação ao figurarem no quadro societário de rádios e uma emissora de televisão. “O fato de ocupante de cargo eletivo ser sócio de pessoa jurídica que explora radiodifusão constitui afronta à Constituição Federal”, diz o MPF nos processos judiciais iniciados em Belém pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão.
Foram pedidos o cancelamento das concessões de radiodifusão ligadas aos políticos, a condenação da União para que faça nova licitação para tais concessões e a proibição de que eles recebam qualquer outorga futura para explorar serviços de radiodifusão. As emissoras que tiveram as concessões questionadas foram a Beija-Flor Radiodifusão, do deputado Cabuçu Borges, a Rede Brasil Amazônia de Televisão, o Sistema Clube do Pará de Comunicação, a Carajás FM, a Belém Radiodifusão e a Rádio Clube do Pará – PRC-5, todas de propriedade de Elcione Barbalho e Jader Barbalho.

Números dos processos (todos os processos tramitam na Justiça Federal em Belém):
Sistema Clube, RBA, Elcione Barbalho e Jader Barbalho: nº 0026999-03.2016.4.01.3900
Beija-Flor Radiodifusora e Cabuçu Borges: nº 0027000-85.2016.4.01.3900
Carajás FM e Elcione Barbalho: nº 0027001-70.2016.4.01.3900
Belém Radiodifusão e Jader Barbalho: nº 27002-55.2016.4.01.3900
Rádio Clube PRC-5, Elcione Barbalho e Jader Barbalho: nº 0027003-40.2016.4.01.3900

O CRIME NÃO COMPENSSA! CEDO OU TARDE A CASA CAI.

PERICIA NOS COMPUTADORES APREENDIDO NA CÂMARA DE VEREADORES DE URUARÁ, NA OPERAÇÃO DO DIA 8 DE MAIO, DESCOBRIU QUE OS DOCUMENTOS, DA FALSA SEÇÃO FOI ELABORADO UM ANO DEPOIS DA DATA.
"NESSE CASO PRISÃO E PERDA DE MANDATOS
 DOS 5 VEREADORES CRIMINOSOS"

JUIZ DA COMARCA DE URUARÁ É VITIMA DE INJURIA POR PESSOAS CORRUPTAS

O Juiz de Direito da Comarca de Uruará Juliano Jeronimo declarou em sua pagina social na Internet na tarde de Ontem dia 27, onde destaca que na semana passada, foi vitima de crime de Injuria
Dr: Juliano Jeronimo
por pessoas Corruptas e desonesta que estão insatisfeita com o Trabalho que vem realizando a frente do Judiciário em Uruará. O magistrado garante que é antiga essa receita de intimidar Juízes para conseguir objetivos ilegais.
VEJA ABAIXO
Dois agradecimentos importantes:
À população de Uruará, que sabe o Juiz correto e diligente que tem; e
Aos amigos e colegas Magistrados, pessoas que nem esperava (alguns), companheiros de luta pela efetivação concreta da Justiça e, por conseguinte, pelo COMBATE À CORRUPÇÃO
pelas várias mensagens de apoio e coversas neste fds.
Apenas para explicar (contextualizar) e já concluir o assunto, nesta semana fui vítima do crime de injúria por parte de pessoas corruptas, desonestas, desequilibradas e desqualificadas insatisfeitas com o trabalho ordeiro, sério e diligente de um Magistrado com M maiúsculo, eu.
VEJAM QUE NÃO CITO NENHUM NOME. NO PROCESSO CRIMINAL ISSO SERÁ DEVIDAMENTE AVERIGUADO.
População, sei que o Judiciário não é perfeito, mas posso asseverar, dando minha palavra de honra, que é um Poder sério e que se preocupa com o bem estar de vocês.
Nosso objetivo é aplicar, com seriedade e razoabilidade, a Constituição Federal e as leis do País, de forma serena e, via de consequencia, alcançar a paz e a justiça na sociedade (pacificação social).
É antiga a receita de desqualificar Magistrado, de tentar intimidar para conseguir atingir objetivos espúrios... Comigo não funciona.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

MARIDO ATIRA NO ROSTO URUARAENSE EM SANTARÉM

Acusado
Vitima
No inicio dessa manhã de Quinta Feira dia 23, Poliana Stabenow de 32 anos foi baleada pelo marido que em um momento de ciumes efetuou um disparo de arma de fogo no rosto da vitima.
Hilderley de Castro Proprietário da Padaria Delicias do Trigo fugiu apos cometer a atrocidade onde Poliana no momento estava amamentando a filha de 5 meses do casal. 
Poliana se encontra no hospital Municipal de Santarem, onde vai ser operada nessa Terça Feira para a retirada da bala que ficou alojada no seu rosto, e segundo informações a vitima esta lucida, onde o estado de saúde é estável.
O criminoso ate o momento não foi preso e a família aguarda um desfecho do caso e pede justiça.

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

SUPLENTE DOS VEREADORES DENUNCIADOS POR FRALDAR AUMENTO NOS SEUS SALÁRIOS, JÁ SE PREPARÃO PARA ASSUMIR O CARGO.

5 VEREADORES DESMORALIZA A CÂMARA DE VEREADORES DE URUARÁ, GILMAR MILANK, GEDEON MOREIRA, JACKSON OLIVEIRA, RODOALDO PACHECO E ZENILSON SILVA.
Segundo informações os suplentes estão se mobilizando para requerer os cargo de Vereador, Os Suplentes, Genildo do Ze Gago, Alex Bezerra dos Santos ,Marivone da Rádio ,Professora Ana Cristina, Ronaldo de Souza.
Uma situação abusiva e os vereadores envolvidos no esquema, ficarem, esnobando, rindo,  debochando da justiça destacando que isso não vai da em nada e que eles tem dinheiro para gastar.
Os 5 vereadores reeleitos envolvidos no caso da fralde de aumento salarial em 2016, estão com os dias contados no legislativo de Uruará, onde alem de serem presos perderão seus mandatos de vereadores ficando inelegivel por 8 anos.
No Mês de Outubro de 2017 o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de justiça de Uruará, Pedro Renan Cajado Brasil, ajuizou ação civil pública para suspender o pagamento do reajuste aprovado pela Resolução nº 002/2016, que aumentou o subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Uruará, os quais passaram a receber o valor de R$ 7.500,00, a partir de janeiro de 2017. Anteriormente o subsídio era de R$ 4.890,00, havendo, portanto, um aumento de mais de 53%.
A ação civil pública foi resultado de uma investigação realizada pelo Ministério Público, a partir de documento encaminhado pelo presidente do partido Democratas de Uruará. Ficou constatado que a Resolução nº 002/2016 padece de diversos vícios, como a inexistência de processo legislativo. O MPPA apurou que houve uma verdadeira fraude, com a elaboração de documentos com teor falso para dar ar de legalidade à aprovação da referida resolução.
No dia 08 de Março, aconteceu na Câmara municipal de Uruará, uma ação de apreensão de documentos, realizada pela Policia Civil no andamento do inquérito policial que investiga o aumento fraudulento dos salários dos Vereadores determinado pela justiça, o Ministério Publico estadual, pediu a pela  pedado do mandato e a prisão dos 5 vereadores.
O Juiz em uma decisão na ultima segunda feira determinou o afastamento do Vereador Jackson Oliveira da Presidência e também o vereador Zenilson Silva da Secretaria

Polícia Civil apreende arma e drogas após efetuar prisão em flagrante em Uruará

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (22), por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, Wellington de Oliveira, de apelido Tom. A prisão dele foi realizada pela equipe policial da Delegacia de Uruará, sudoeste do Pará. Segundo o delegado Gabriel Impelizieri, a prisão foi realizada enquanto a equipe da Polícia Civil realizava investigação na sede do município. Os policiais civis perceberam um homem suspeito em uma motocicleta na rua. Ao avistar a viatura policial, o homem se apressou em deixar o local e saiu em fuga no veículo.
Assim, os policiais civis passaram a perseguir o suspeito, que, durante a fuga, arremessou um objeto em direção a uma casa. Os policiais continuaram perseguindo o suspeito até o momento em que ele se rendeu. Ao ser revistado, o homem, identificado depois como Wellington de Oliveira, portava 97 gramas de um pó branco semelhante à cocaína.
Com ele, foram apreendidos quatro recipientes de vidro, cinco saquinhos e mais uma unidade da droga, além de 35 gramas de "crack". Foram apreendidos ainda R$ 445 em dinheiro. Os policiais civis retornaram com o preso até o local onde ele havia arremessado o objeto. Ali, encontraram uma pistola calibre 380, modelo 638 PRO com sete munições intactas de mesmo calibre.
Com informações PC-Pa

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

CASO DOS VEREADORES DE URUARÁ: JUSTIÇA AFASTA VEREADOR DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA E O PROCESSO CONTINUA PODENDO 5 VEREADORES IR PARA CADEIA.

SEGUNDO O MAGISTRADO A PRISÃO DOS 5 VEREADOR 
NO MOMENTO NÃO SE FAZ NESCESSARIA.
O Juiz da Comarca Juliano Dantas Jeronimo Juiz de Uruará despachou no inicio dessa manhã 20 de Agosto, um parecer afastando o Vereador Jackson do cargo de Presidente da câmara de Vereadores.
Dos 5 vereadores Denunciando, GEDEON DE SOUZA MOREIRA, GILMAR ANTÔNIO MILANSKI, JACHISON DE OLIVEIRA LIMA, RODOALDO PACHECO, ZENILSON DA SILVA, só o presidente da câmara teve o cargo da presidência afastado pela Justiça, os outros 4 vereadores terão um prazo de 10 dias para responderem a acusação, por escrito,podendo alegarem tudo o que interessar, arguir preliminares, oferecer documentos e justificações, especificar provas e arrolar testemunhas, qualificando-as e requerendo suas intimações, se necessário – artigos 396 e 396-A do Código de Processo Penal, Decreto-lei nº 3.689/1941; 2. 
Segundo o Ministério Público, os denunciados, vereadores, no entender se associaram para o cometimento dos crimes imputados, tendo forjado sessão plenária e falsificado documentos, inclusive, no afã de conferir legalidade ao aumento ilícito dos próprios subsídios. Nada obstante a gravidade das acusações, conforme já dito, parece-me que a suposta atividade criminosa, nos termos dos documentos e argumentos juntados pelo Parquet, se encerrou, é dizer, não há, pelo menos neste momento de cognição, indícios firmes de que os senhores vereadores continuem falsificando documentos e/ou estejam associados no afã do cometimento de outros delitos utilizando-se dos mandatos eletivos de vereador para tal desiderato. 
O Ministério Publico ofereceu a denuncia a Justiça pugnando pela prisão cautelar e pelo afastamento do exercício das funções (dos mandatos) de vereador de todos os acusados fundamentando seus pedidos nos artigos 312 e 319 do CPP.
Das Prisões Cautelares Compulsando detidamente os autos, não obstante os substanciosos argumentos da Douta Promotora de Justiça denunciante que, indubitavelmente, atua com diligência na defesa do interesse público, merecendo louvor, verifica-se que, NESTE MOMENTO, a prisão cautelar dos denunciados não e nescessaria 
O juiz Ressalta, ainda, que será plenamente possível, em caso de sentença condenatória, respeitado o devido processo legal penal e/ou o devido processo legal no âmbito da ação de improbidade administrativa a decretação da perda das funções públicas e do ressarcimento ao Erário, dentre outras penas, de forma fundamentada e no momento adequado. 
Conforme mencionei linhas atrás o aumento dos subsídios dos senhores vereadores de Uruará/PA, ilícito, no entender do Ministério Público, fora suspenso por decisão judicial que concedeu tutela antecipada em outra ação, razão pela qual o Erário não está sendo agredido.

JUSTIÇA DECRETA O AFASTAMENTO DO CARGO DE PRESIDENTE DA CAMARÁ O VEREADOR JACKSON

Depois da operação de Busca e apreensão do dia 08 de Março, na Câmara municipal de Uruará, ação realizada pela Policia Civil no andamento do inquérito policial que investiga o aumento fraudulento dos salários dos Vereadores determinado pela justiça, segundo informações o Ministério Publico aguarda a conclusão do inquérito Policial.
No Mês de Outubro de 2017 o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de justiça de Uruará, Pedro Renan Cajado Brasil, ajuizou ação civil pública para suspender o pagamento do reajuste aprovado pela Resolução nº 002/2016, que aumentou o subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Uruará, os quais passaram a receber o valor de R$ 7.500,00, a partir de janeiro de 2017. Anteriormente o subsídio era de R$ 4.890,00, havendo, portanto, um aumento de mais de 53%.
A ação civil pública foi resultado de uma investigação realizada pelo Ministério Público, a partir de documento encaminhado pelo presidente do partido Democratas de Uruará. Ficou constatado que a Resolução nº 002/2016 padece de diversos vícios, como a inexistência de processo legislativo. O MPPA apurou que houve uma verdadeira fraude, com a elaboração de documentos com teor falso para dar ar de legalidade à aprovação da referida resolução.

Os denunciados, vereadores, no entender do Ministério Público, se associaram para o cometimento dos crimes imputados, tendo forjado sessão plenária e falsificado documentos, inclusive, no afã de conferir legalidade ao aumento ilícito dos próprios subsídios. Nada obstante a gravidade das acusações, conforme já dito, parece-me que a suposta atividade criminosa, nos termos dos documentos e argumentos juntados pelo Parquet, se encerrou, é dizer, não há, pelo menos neste momento de cognição, indícios firmes de que os senhores vereadores continuem falsificando documentos e/ou estejam associados no afã do cometimento de outros delitos utilizando-se dos mandatos eletivos de vereador para tal desiderato. Ademais, o Poder Judiciário, em outro processo que tramita neste Juízo (ação civil pública nº 0009154-81.2017.8.14.0066), concedeu antecipação de tutela no sentido de suspender o aumento dos subsídios dos edis no Município Uruará/PA, decisão de fls. 618/619 dos autos do processo supramencionado, razão pela qual o suposto prejuízo ao Erário foi estancado. Claro que a Douta Promotora de Justiça, assim como os cidadãos honestos tem receio de que novos crimes sejam praticados em prejuízo do Erário e da população, afinal, o Estado (União, estados e municípios) existe para servir a população e seu patrimônio a ela (população) pertence, entretanto, para aplicação judicial das cautelares diversas da prisão e da própria prisão é necessário/imprescindível que se demonstre, in casu, de maneira concreta, que a empreitada criminosa continua ativa (reiteração delitiva/prejuízo à ordem pública/econômica), conforme dispositivos constitucionais e legais supracitados. O respeito à Constituição Federal e às leis vigentes do País é garantia que tem o cidadão, num Estado Constitucional Democrático de Direito, de que a ordem jurídica existe e é aplicada para todos de maneira igualitária, não sendo dado ao Poder Judiciário delas (da Constituição e das leis do País) se afastar ainda que para ouvir o clamor popular se este clamor estiver em desacordo com a Constituição e seus princípios. Esta afirmação que acabo de fazer é semelhante e baseada no que fora asseverado pela eminente Ministra e Presidente do Supremo Tribunal Federal, Sua Excelência Carmem Lúcia Antunes Rocha, no mês de agosto do ano de 2018, corrente mês e ano, quando do seu discurso sobre a imprescindibilidade da observância da Constituição Federal e das leis por todos os brasileiros, sem exceção. É de se elogiar, sem dúvidas, o trabalho sério e cuidadoso que tem o Ministério Público com a res pública, sendo o Parquet Órgão que a Constituição Federal incumbiu de fiscalizar o cumprimento escorreito do ordenamento jurídico (artigo 129 e incisos da Constituição Federal de 1988). Um Ministério Público forte, sério, ético, atuante e que possua em seus quadros membros técnica e humanamente qualificados faz toda a diferença à boa prestação jurisdicional. Não se pode esquecer, doutro lado, que quem conferiu mandato para exercício da vereança aos denunciados foi o povo, não sendo dado ao Poder Judiciário cassar mandato parlamentar indiretamente através da aplicação da medida cautelar de afastamento antes da sentença condenatória. É possível, sim, decretação judicial cautelar de afastamento parlamentar do exercício das funções (dos mandatos eletivos), de forma temporária, fundamentada e se estritamente necessário, preenchidos os requisitos legais, conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça que abaixo colaciono, o que, NESTE MOMENTO, não é o caso dos autos, pois, pelo que consta da documentação acostada até o momento os crimes (se provadas as condutas) já se exauriram. Ressalte-se, ainda, que será plenamente possível, em caso de sentença condenatória, respeitado o devido processo legal penal e/ou o devido processo legal no âmbito da ação de improbidade administrativa a decretação da perda das funções públicas e do ressarcimento ao Erário, dentre outras penas, de forma fundamentada e no momento adequado. Conforme mencionei linhas atrás o aumento dos subsídios dos senhores vereadores de Uruará/PA, ilícito, no entender do Ministério Público, fora suspenso por decisão judicial que concedeu tutela antecipada em outra ação, razão pela qual o Erário não está sendo agredido.

DO AFASTAMENTO (DA VEDAÇÃO) DOS DENUNCIADOS DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE URUARÁ/PA E DE QUALQUER CARGO/FUNÇÃO PÚBLICA DE DIREÇÃO OU CHEFIA EM ÓRGÃO INTERNO DA CÂMARA MUNICIPAL DE URUARÁ/PA OU NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIRETA OU INDIRETA (INCISOS I E II DO ARTIGO 282 DO CPP) Conforme supradito a acusação Ministerial é gravíssima, configurando, inclusive, se provadas as condutas criminosas, simultaneamente improbidade administrativa, nos termos da Lei Nacional nº 8.429/1992. Dessa feita, como medida imprescindível, adequada e necessária à aplicação da lei penal, à investigação e à instrução criminal, à probidade administrativa, ao cuidado com o manejo da coisa pública e para evitar prática de possíveis infrações penais e/ou atos de improbidade administrativa semelhantes à acusação presente em decorrência do controle das atividades parlamentares/funcionais/públicas (pauta de projetos de leis que não atendam o interesse público, direção de atividades de comissões parlamentares de forma contrária ao interesse social, controle/aplicação de orçamento de maneira ilegal e/ou inadequada etc.), adequada a (s) medida (s) à gravidade dos crimes, às circunstâncias dos fatos e às condições pessoais dos denunciados (incisos I e II do artigo 282 do CPP), com lastro, ainda, no princípio da precaução DETERMINO, SOB PENA DE AFASTAMENTO DOS MANDATOS DOS SENHORES VEREADORES DENUNCIADOS E ATÉ DAS DECRETAÇÕES DAS PRISÕES PREVENTIVAS SOLICITADAS PELO MINISTÉRIO PÚBLICO, O AFASTAMENTO IMEDIATO DOS SENHORES VEREADORES DENUNCIADOS DOS CARGOS DE PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE URUARÁ/PA E/OU DE QUALQUER CARGO/FUNÇÃO DE DIREÇÃO OU CHEFIA DE ÓRGÃO INTERNO DA CÂMARA MUNICIPAL DE URUARÁ/PA (COMISSÕES ETC.) OU DE QUALQUER ÓRGÃO OU ENTIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIRETA OU INDIRETA, devendo a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Uruará/PA comunicar a este Juízo, através de ofício, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas a partir da intimação desta decisão o afastamento dos vereadores denunciados, conforme decretado, sob pena de responsabilidade, inclusive (artigo 330 do Código Penal). Ressalto que a decisão ora prolatada está em consonância com a jurisprudência hodierna do sodalício Superior Tribunal de Justiça, nos termos do julgado mencionado pelo próprio Parquet em sua respeitável denúncia, o qual colaciono abaixo, bem assim as medidas determinadas poderão ser alteradas se ocorrerem mudanças fáticas.

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

PREFEITO DE URUARÁ CRIOU UMA TÁTICA PARA NÃO SENTIR CALOR EM URUARÁ

Com a calor absurdo que assola a região norte e principalmente a cidade de Uruará, devido a imensa poeira que levanta das ruas da cidade a situação fica insuportável.
O prefeito Gilson Brandão por ser uma pessoa fina não podendo andar no calor, o mesmo criou uma tática muito criativa, quando o prefeito chega em algum lugar e estaciona seu carro o mesmo deixa o veiculo ligado para o ar condicionado manter o carro frio. Segundo informações ate mesmo quando o exelentissimo Prefeito vai em reuniões que tem uma demora de uma, Duas ou três horas, seu carro fica ligado.
So uma coisa fica a pergunta, O carro do Prefeito e abastecido com combustível da Prefeitura, ou melhor do povo, combustível esse que e para prestar serviços para a população e o nosso Prefeitão, 
sem consciência destruindo e gastando nosso combustível.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

MAIS UM ACIDENTE DE TRÂNSITO EM URUARÁ COM VÍTIMA FATAL

Por volta das 11h30min, foi registrado um acidente de trânsito em frente a Serraria Marajoara, envolvendo uma moto Honda Bros de cor vermelha, ano 2012, placa OSZ 4139, conduzida pelo nacional *ALTAMIRO PEREIRA DOS SANTOS*, morador do km 209 sul a 30 km de vicinal, que morreu no local do acidente, com uma camionete L200 Tríton de cor branca, placa NPB 9533.
Segundo informações passada pela polícia civil o rapaz que estava dirigindo a camionete vai se apresentar na delegacia com advogado.
Informações: Polícia Militar de Uruará.

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

A JUSTIÇA ESTA AGUARDANDO A CONCLUSÃO DO INQUÉRITO POLICIAL, DO CASO DO AUMENTO FRAUDULENTO DOS SALÁRIOS DOS VEREADORES DE URUARÁ.

A Policia Civil poderá indiciar 5 Vereadores de Uruará 
por formação de quadrilha,  corrupção ativa e passiva,
 prevaricação e também pelos crimes de fraude de execução, 
peculato e falsidade ideológica.
Depois da operação de Busca e apreensão do dia 08 de Março, na Câmara municipal de Uruará, ação realizada pela Policia Civil no andamento do inquérito policial que investiga o aumento fraudulento dos salários dos Vereadores determinado pela justiça, segundo informações o Ministério Publico aguarda a conclusão do inquérito Policial.
No Mês de Outubro de 2017 o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio do promotor de justiça de Uruará, Pedro Renan Cajado Brasil, ajuizou ação civil pública para suspender o pagamento do reajuste aprovado pela Resolução nº 002/2016, que aumentou o subsídio dos vereadores da Câmara Municipal de Uruará, os quais passaram a receber o valor de R$ 7.500,00, a partir de janeiro de 2017. Anteriormente o subsídio era de R$ 4.890,00, havendo, portanto, um aumento de mais de 53%.
A ação civil pública foi resultado de uma investigação realizada pelo Ministério Público, a partir de documento encaminhado pelo presidente do partido Democratas de Uruará. Ficou constatado que a Resolução nº 002/2016 padece de diversos vícios, como a inexistência de processo legislativo. O MPPA apurou que houve uma verdadeira fraude, com a elaboração de documentos com teor falso para dar ar de legalidade à aprovação da referida resolução.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Ministério Público do RS vai investigar premiações compradas por políticos com recursos públicos

ATE O PREFEITO DE URUARÁ NO ANO DE 2017 FOI CONDECORADO 
COM A COMPRA DO TITULO DO MELHOR DO ANO.
Para demonstrar a falta de critérios na concessão dos títulos, reportagem conseguiu incluir um
jumento entre os “100 melhores prefeitos do Brasil”. Diplomas de mérito são comerciados para vereadores, prefeitos e secretários municipais.
Um comércio de diplomas de mérito para vereadores, prefeitos e secretários municipais será investigado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. Políticos gaúchos são suspeitos de usarem recursos públicos para conquistar as premiações. As empresas que fornecem os prêmios são a União Brasileira de Divulgação, ou UBD, de Pernambuco, e o Instituto Tiradentes, de Minas Gerais. Juntas, as duas instituições promovem até 20 premiações por ano.
Para mostrar a falta de critérios na hora de conceder esse tipo de premiação, a reportagem conseguiu negociar a compra de um diploma para um jumento – o jumento Precioso. Para mostrar como a UDB vende prêmios, o repórter da RBS TV mandou uma mensagem para o celular da empresa.