quinta-feira, 24 de abril de 2014

ACABA DE SER PRESA EM ALTAMIRA MULHER SUSPEITA DE MATAR A FACADAS NA MADRUGADA DESSA QUINTA FEIRA, FRANCISCO JOSÉ OLIVEIRA. LOGO MAIS INFORMAÇÕES COMPLETAS.

HOMEM É MORTO A FACADA EM URUARÁ.


O cidadão Francisco José de Oliveira de 38 anos foi encontrado nessa madruga por populares, sem vida com varias facadas pelo corpo. José natural de Altamira, onde o mesmo estava hospedado em um dormitório, perto do Mercado Municipal de Uruará. Segundo informações levantada, José estava a uns 02 dias hospedado, em companhia de uma mulher, que segundo vizinhos  na noite de ontem brigaram muito, onde a mulher pedia para que José parasse de bater na mesma. Também um vizinho de quarto nos relatou que ouviu a mulher dizer " vou ti matar" isso por volta da meia noite dessa Quarta Feira. Francisco foi Morto com 04 facada, onde o criminoso usou uma faca tipo Talheres. A policia suspeita que o autor do crime possa ser a Mulher que estava em companhia da vitima, pois a suspeita ainda não foi encontrada. José já tinha sido preso em Altamira por pensão alimentícia em 2012. A policia esta a procura de familiares da vitima para que seja realizados os procedimento cabíveis.
VEJA LOGO MAIS: HOMEM É MORTO A FACADA EM URUARA E SUA MULHER É SUSPEITA DE COMETER O CRIME.

quarta-feira, 23 de abril de 2014


Câmara afasta prefeito de Monte Alegre



A Câmara Municipal de Monte Alegre afastou do cargo de Prefeito ontem (22) o prefeito Sérgio Monteiro (PT). Dez vereadores estavam presentes na Sessão e todos votaram a favor do afastamento.
Foi protocolada no dia 16 de abril de 2014 uma denúncia formulada pela cidadã RAIMUNDA VILMA ARAÚJO DE SOUZA, relatando fatos tidos como praticados pelo senhor Prefeito Municipal em desacordo com disposição legal, precisamente contra o Decreto-Lei nº 201/67, juntando as provas que segundo a denúncia comprovam a ilegalidade de tais atos.
A denúncia em questão trata da obra da Escola Dr. Gama Malcher que tem como valor R$ 523.508,73 (quinhentos e vinte e três mil, quinhentos e oito reais e setenta e três centavos).
Os vereadores presentes na sessão e que votaram pelo afastamento do prefeito foram: Anselmo Raimundo Corrêa Picanço, Leonardo Albarado, Marly Vasconcelos, Arinos de Brito Chaves, France Vasconcelos, Jezreel Meireles, Sady Dall Agnol, Lúcia Braga, Catarina Magalhães e José Bento da Silva Filho.
A Comissão Processaste foi formada pelos seguintes vereadores: Zeca Bento, Marinete Macedo e Ádson Leão.

AVIÃO DESAPARECIDO EM JACAREACANGA É ENCONTRADO POR GARIMPEIRO, INFELIZMENTE NÃO HÁ SOBREVIVENTE!

A Força Aérea Brasileira (FAB) confirmou na noite desta terça-feira (22) que o avião bimotor Beechcraf
Baron, desaparecido desde o dia 18 de março, foi encontrado em um local de difícil acesso, próximo ao município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará. Devido às baixas condições de visibilidade, as equipes de busca da FAB só retornarão ao local na manhã desta quarta-feira (23) para concluir a operação de resgate. Ainda não há informações a respeito das vítimas.
O bimotor decolou do aeroporto de Itaituba às 11h40 do dia 18 de março e sumiu 1h20 depois de o piloto ter feito o último contato pelo rádio. Desde então, a Força Aérea Brasileira (FAB) realizava buscas na região. Além das buscas aéreas, participaram voluntários, que incluem moradores de Jacareacanga, funcionários do Distrito Sanitário Indígena e indígenas da tribo Munduruku.
O Ministério da Saúde divulgou o nome das pessoas que estavam a bordo: as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa, o motorista Ari Lima, além do piloto Luiz Feltrin. Segundo informações, a aeronave caiu por trás de uma montanha numa região próximo de Jaburu. A aeronave estava com as portas lacradas, e segundo informações, a mesma não se quebrou, enterrou-se no chão, ficando apenas a cauda de fora.
Neste momento, o clima na cidade de Jacareacanga é de comoção, pois, seus habitantes formaram uma grande corrente de solidariedade em busca do avião desaparecido. Infelizmente, não há sobreviventes.

terça-feira, 22 de abril de 2014

URUARÁ SERVE MERENDA ESCOLAR DE QUALIDADE

ALUNOS TEM Á MELHOR MERENDA ESCOLAR DE TODOS OS TEMPOS EM URUARÁ.
O Governo Uruará Pode Mais tem investido na qualidade da Merenda Escolar, objetivando atender todas as unidades da rede municipal de ensino com um cardápio variado coordenado pela nutricionista Helen Behn, proporcionando ao aluno uma alimentação atrativa e balanceada.
Em 2014 foram introduzidos alimentos funcionais como o iogurte, legumes e verduras. A introdução destes alimentos na merenda escolar é um importante aliado no auxilio a redução de gordura e colesterol, já que estes valores vêm aumentando de forma crescente em todo o mundo.
Há uma necessidade da alimentação de qualidade nas escolas. A alimentação é uma necessidade básica ao desenvolvimento do ser humano. Nas fases da infância e da adolescência, alimentos de qualidade favorecem ao crescimento tanto do aspecto físico, como do intelectual, do emocional e do social, por isso, a SEMED tem se preocupado em proporcionar uma alimentação de qualidade.
O período em que o aluno permanece na escola deve ser de bem-estar para facilitar o aprendizado. Uma boa alimentação contribui, portanto, para um melhor desempenho escolar e, consequentemente, diminui a repetência. A merenda pode contribuir, também, para formação de bons hábitos alimentares.
Segundo o prefeito Everton Banha o Governo Uruará Pode Mais tem tomado todas as medidas para que não haja desperdício de alimentos nas escolas e que as refeições sejam de qualidade. “Cada escola informa o número de alunos matriculados, e, de acordo com esse número é enviada a quantidade de alimento necessário, sempre coordenado pela equipe do DEMAE em parceria com a comunidade”, explica.
Os cardápios são preparados levando em conta o valor nutricional dos alimentos, garantindo dessa forma, os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento adequado das crianças. Os alunos são orientados a não trazer balas, chocolates ou qualquer outro tipo de lanche de casa.
O prefeito Everton Banha parabenizou o apoio dos professores e dos pais e garantiu que todos os alunos em Uruará contam com refeições completas, as quais garantem um melhor aprendizado e uma vida mais saudável. “Dessa forma, pais, educadores, o governo Uruará Pode Mais, através da Secretaria de Educação, estão contribuindo para que as escolas municipais ofereçam aos seus alunos não apenas o saber, mas também um prato cheio de qualidade de vida”, finalizou. Por: ASCOM/PMU

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Polícia Civil prende acusado da autoria da morte de padre em Belém

Preso
A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a mandado de prisão temporária, nesta quarta-feira, 16, Paulo César Oliveira Santos, 22 anos, por envolvimento no assassinato do padre Paulo Machado de Oliveira. O crime se registrou em janeiro deste ano, na quitinete, onde morava a vítima, situada na travessa Lomas Valentinas com Avenida Pedro Miranda, bairro da Pedreira, em Belém. O acusado confessou o crime. A prisão foi cumprida pela equipe de policiais civis da Divisão de Homicídios (DH). O delegado Claudio Galeno, diretor da DH, explica que o padre estava afastado por determinação do Vaticano após ter sido preso, em Altamira, sudoeste do Pará, acusado de abusar sexualmente de um adolescente, em 2012.
Depois, Paulo Machado passou a residir em Belém, onde morava na quitinete. Segundo a delegada Maria Lúcia Santos, que tomou o depoimento do acusado, Paulo César alegou ter convivido durante três meses com a vítima. Conforme ele, o crime foi premeditado. O acusado pretendia roubar pertences de Paulo Machado. Assim, durante relacionamento sexual, a vítima foi morta por asfixia por meio do uso de dois sacos plásticos. O corpo foi colocado dentro de uma caixa de papelão que foi vedada com fita crepe e encoberta com o uso da cortina do banheiro.
Após o crime, o acusado fugiu do local, levando uma caixa amplificadora de som, R$ 100 e o telefone celular de Paulo Machado. Foi por meio das investigações que a equipe policial localizou o aparelho celular, na casa da avó do acusado, em Belém. Após seguir os passos do acusado, a equipe policial conseguiu prendê-lo enquanto ele recebia roupas lavadas das mãos da mãe, em uma parada de transporte coletivo, na Avenida Alcindo Cacela, com Avenida Governador José Malcher, em Nazaré. O preso vai responder pelo crime de latrocínio. O cumprimento da prisão do acusado foi feito pelos policiais civis Celio, Nilson, Sobral, Valéria e Stélio, da Divisão de Homicídios. Com Informações Policia Civil
 

sábado, 19 de abril de 2014

Sexta Feira Santa Mulher é morta em Alenquer pelo próprio marido

Mais um homicídio com requintes de crueldade aconteceu na cidade de Alenquer, desta vez a vitima foi morta pelo próprio marido, de nome Jorge Luiz, de 46 anos de idade, considerado na região como um matador, o elemento de nome José Luiz efetuou 06 disparos de arma de fogo de revolver de Cal, "38" na vitima.
Segundo informações repassadas pela PM a reportagem o assassino efetuou seis disparos, acertando três tiros mortais contra a vitima de nome Livranete Gomes da Gama de 39 anos. Segundo a PM o acusado negou para a policia ter matado sua esposa, mais os vizinhos do casal afirmam que depois dos tiros dentro da casa ele saiu correndo de dentro da residência em fuga, ele foi pego pela PM quando tentava fugir da cidade pela estrada.
Informações repassadas pela PM através do CB P. Costa a policia efetuou diligencia na casa do vagabundo e lá chegando encontrou farta quantidade de munições de duas armas diferentes e um revolver de Cal, "38", provavelmente da arma que ele usou par tirar a vida de sua esposa.
A guarnição que efetuou a prisão do assassino foi composta pelo CB PM Jesus, e pelo Soldado Fabio, que conduziu o acusado para a delegacia de policia civil, onde o mesmo foi autuado pelo crime de homicídio e já esta a disposição da justiça. Por Elias Junior

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Mais um morador de Uruará acerta na loteria

O Sorteio do concurso 1039 da Lotofácil, sorteado na noite do dia 04/04/2014, mostra que um sortudo levou o total de R$ 202.302,78
Mais um morador do Município de Uruará acertou na loteria ande a aposta foi registrada na cidade de Uruará.
O Sorteio do concurso1039 da Lotofácil,  mostra que a aposta do sortudo Uruaraense levou o total de R$ $ 202.302,78
Na Lotofácil, o prêmio principal é dividido entre aqueles que acertam as 15 dezenas sorteadas. Outras 07 apostas também foram premiadas. Os números Sorteados foram  01-02-03-08-09-12-13-14-15-18-19-20-22-24.
 

O Deputado Túlio Isac, do PSDB/GO, se exaltou, nesta semana, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa de seu estado.

Além de chamar os defensores do "Direitos Humanos" de canalhas, o parlamentar afirmou que os menores de idade estariam aterrorizando a sociedade. "Protegem mais bandidos do que o cidadão de bem, dão uma injeção de ânimo nesses moleques assassinos, bandidos mirins, que ninguém pode encostar a mão neles, ninguém pode falar alto com esses bandidos", proferiu.
Ademais, o deputado argumentou que é necessário defender a classe policial, bem como que não devem ser proibidos de "meter bala em vagabundo": "Essa corja é protegida por alguns canalhas dos Direitos Humanos, onde o policial não pode nem pensar em tirar a arma para meter a bala na cara de um vagabundo desses", prosseguiu.  Qual é a sua opinião a respeito deste tema?

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Ministério Público Eleitoral levanta dados para identificar prováveis inelegíveis no Pará

Informações vão alimentar banco que permite cruzamento de informações dos fichas sujas, e nessa o pré-candidato a Deputado estadual, Eraldo Pimenta, poderá ter uma surpresa.
O Ministério Público Eleitoral (MPE) vai solicitar a diversos órgãos no Pará informações para a produção de um cadastro de candidatos potencialmente inelegíveis no Estado. O objetivo é fazer valer a Lei da Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de políticos com condenação em órgãos colegiados.
Os ofícios serão enviados aos destinatários até a próxima terça-feira, 22 de abril. Nesses documentos, o Procurador Regional Eleitoral, Alan Rogério Mansur Silva, solicita que, até 19 de maio, órgãos públicos e de classe registrem suas respostas em um banco de dados desenvolvido pelo Ministério Público Federal (MPF) para otimizar a análise e cruzamento de informações relevantes para a atuação do órgão na área eleitoral. O MPE vai solicitar dos tribunais de contas informações como a relação de gestores públicos que tiveram suas contas rejeitadas. Ao Tribunal de Justiça do Estado foram solicitadas as relações de nomes de condenados por crimes contra a administração pública e o patrimônio público, por crimes eleitorais, por lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, por tráfico de drogas, entre outros.
A órgãos de classe foram requeridos dados sobre cassação de registros profissionais e dos poderes Executivo e Legislativo são requisitados registros sobre agentes públicos que perderam os mandatos ou renunciaram a eles. Também estão sendo comunicadas as controladorias-gerais do Estado e dos Municípios e a Procuradoria-Geral do Estado em busca de informações sobre servidores públicos demitidos por motivos que possam torná-los inelegíveis. O levantamento também abrange o Tribunal Regional Eleitoral, que será solicitado a informar a existência de condenação do candidato em representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político, por corrupção eleitoral, compra de votos, irregularidades em doações eleitorais e outros casos.

GOVERNO URUARÁ PODE MAIS DISCUTE IMPLANTAÇÃO DA AGÊNCIA DO BANPARÁ NO MUNICÍPIO

Nesta segunda-feira (14) a secretária de Assistência Social de Uruará, Daniella Christofoletti, esteve em audiência no Banpará e foi recebida pelo diretor de Controladoria e Planejamento Carlos Assunção da Silva e por Jorge Antunes, diretor de Crédito e Fomento.
Na ocasião foi tratada a expectativa da abertura da agência no município.
Os represente do Banpará afirmaram que a abertura da agência é apenas uma questão de negociação para estruturação física sendo que já foi aprovado pelo conselho de administração do banco. A prefeitura mostrou-se interessada em apoiar e agilizar o processo de instalação da agência. Por: ASCOM/PMU
Com informações da AMUT

terça-feira, 15 de abril de 2014

Terra indígena recebe ação do Ibama contra o desmatamento ilegal Pará

Com apoio da Funai e agentes da PF, fiscalização nas cidades de Uruará e Placas resultou em R$ 7,5 milhões em multas
Denúncias da Funai e da comunidade indígena Arara sobre a exploração ilegal de madeira na Terra Indígena Cachoeira Seca, nos municípios de Uruará e Placas, no Pará, levou o Ibama a realizar uma operação de fiscalização que resultou em multas no valor de R$ 7,5 milhões e 700 hectares de área embargada no interior da terra indígena.
Foram apreendidos três tratores, um caminhão adaptado para carregar toras, uma serraria portátil, quatro motosserras, três espingardas e 57 metros cúbicos de madeira em tora. Ainda foram destruídas duas serrarias portáteis e um trator encontrados abandonados no interior da terra indígena juntamente com madeira extraída da área. O maquinário foi destruído com o objetivo de cessar o dano ambiental que os equipamentos continuariam causando na área. A ação aconteceu entre os dias 5 e 10 de abril com o apoio de servidores da Funai e de agentes da Polícia Federal.
Combate à extração ilegal de madeira
Na última semana, o Ibama também realizou uma operação de fiscalização na Terra Índigena Menkragnoti, de cerca de 4,9 milhões de hectares, no estado do Pará. Os índigenas da etnia Kayapó denunciaram ao Ibama a ação de madeireiros ilegais em suas terras. Foi definido um plano de atuação em parceria entre o Ibama e os Kayapós que resultou na detenção em flagrante de 40 pessoas, na destruição de 11 acampamentos de madeireiros e na apreensão de 26 motoserras, além de multas no valor de R$ 50 milhões.
Fonte: Ibama

Justiça ordena que Norte Energia cumpra condicionante de Belo Monte para proteger Terras Indígenas

Juiz obriga a empresa a garantir o funcionamento das unidades de proteção territorial nas terras indígenas ameaçadas pelo intenso fluxo migratório atraído pela obra da usina
A Justiça Federal obrigou a Norte Energia S.A a cumprir uma das condicionantes indígenas da usina de Belo Monte, que trata da proteção territorial das Terras Indígenas impactadas pelo intenso fluxo de migrantes que a obra atraiu para a região. Essa condicionante está com várias pendências e, de acordo com o juiz Frederico de Barros Viana, a falta de proteção territorial pode “ocasionar prejuízos irreversíveis às comunidades indígenas afetadas pelo empreendimento hidrelétrico”. Ele impôs multa de R$ 50 mil por dia à empresa em caso de descumprimento da decisão.
A Fundação Nacional do Índio (Funai) ficou responsável por apresentar um novo cronograma para implantação da proteção territorial, no prazo de 20 dias. Em caso de descumprimento, o juiz determinou multa de R$ 10 mil por dia à Funai. Depois da apresentação do cronograma pela Funai, a Norte Energia deve iniciar imediatamente o atendimento da condicionante, que está atrasada em pelo menos 2 anos.
“Decorridos mais de 2 anos da celebração do Termo de Compromisso com a Funai e da elaboração do Plano Emergencial de socorro às comunidades indígenas afetadas pelo empreendimento, a própria Nesa informa em sua manifestação acerca do pedido liminar que não cumpriu integralmente estas obrigações, tendo construído apenas 6 unidades de proteção”, diz a decisão judicial. Mesmo as poucas guaritas – eram previstas pelo menos 21 bases – que foram construídas pela Nesa, foram feitas em desacordo com o projeto original aprovado pela Funai e terão que ser readequadas.
“Em 2009 a Funai afirmou que apenas atestaria a viabilidade da hidrelétrica se restasse efetivamente garantido que as Terras Indígenas estariam protegidas. Impôs a pactuação de um Plano de Proteção imediatamente após a assinatura do contrato de concessão. Em 2011, a Licença de Instalação foi emitida sem que esse Plano tivesse iniciado, e a anuência da Funai para a segunda licença ficou condicionada à sua implementação imediata, no prazo de 40 dias. Hoje, em 2014, esse Plano ainda não saiu do papel. É realmente difícil compreender como Belo Monte se sustenta juridicamente sem que condicionantes indispensáveis tenham sido implementadas", relata a procuradora da República Thais Santi, que acompanha em Altamira as condicionantes indígenas da usina.
A empresa também está obrigada pela decisão a contratar 112 agentes para atuar nas unidades de proteção territorial e aviventar as picadas que marcam os limites das 11 áreas indígenas afetadas por Belo Monte, bem como instalar placas de identificação a cada 3 quilômetros no perímetro dessas terras, conforme estabelecido pela Licença de Instalação. Processo nº 655-78.2013.4.01.3903 Íntegra da liminar
Íntegra da ação

Polícias Civil e Militar apreendem mais de 2 mil munições, pólvora e arma de fogo em Castelo dos Sonhos

As Polícias Civil e Militar apreenderam, neste final de semana, cerca de 2 mil munições, além de pólvora e
uma espingarda, que estavam estocados, em um ponto comercial, no distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira, sudoeste do Pará. O proprietário do comércio, Olides José de Camargo, que atende na região pelo apelido de "Lindão”, foi detido e conduzido para a Delegacia, para responder pelo crime. O delegado Caio Carmello, titular da Polícia Civil em Castelo dos Sonhos, informou que o flagrante ocorreu enquanto a equipe policial investigava uma denúncia de que pessoas armadas teriam tentado assaltar um mecânico e ainda teriam atirado na vítima.
Um dos envolvidos – um adolescente - foi localizado. Aos policiais civis, ele confessou participação no crime e informou que havia recentemente comprado munições de calibre 38, as quais repassou aos assaltantes. Segundo o adolescente, a munição foi adquirida em um comércio, denominado de Mercearia Tropical, de propriedade do acusado. Assim, a equipe de policiais civis com apoio de policiais militares foram até o local, onde encontraram as mais de 2 mil munições e os demais objetos. Tudo foi apreendido. O responsável vai responder pela posse do arsenal. As investigações irão prosseguir para apurar o envolvimento do comerciante na venda ou fornecimento do material para práticas de crimes na região. Informações PC- Para
 

segunda-feira, 14 de abril de 2014

PLACARÁ 2014 O PIOR DE TODOS OS ANOS.

Local da entrega da premiação do Placará 2014
PLACARÁ EM DECADÊNCIA
Um evento que vinha sendo destaque na Transamazônica, onde o evento conta com pilotos e publico de toda região da Transamazônica, vem de alguns anos atrás em queda e perdendo seu prestigio. No ano de 2013 diante de alguns mal entendido o evento foi realizado por 02 vezes no ano, isso por si tratar de 02 equipes de organização, que diz ser dona do Placará. Diante do ocorrido no ano de 2013 uma das equipes que si diz dona do Evento ingressou com uma ação na justiça, onde o Juiz da Comarca de Uruará deu uma Tutela antecipada em favor da mesma, antes mesmo de ouvir os representantes da outra equipes. O Placará que sempre contava com um festa na noite de Sábado no município de Placas, com Show de Bandas e apresentações dos pilotos que disputava as premiações e demais pilotos que apresentavam sua habilidades ao publico, onde nesse ano de 2014, os organizadores deixaram o publico a ver navios e revoltados. Com apoio das Prefeituras dos Municípios de Placa e Uruará, os organizadores apresentaram ao publico um dos piores Placará de todos os tempos, vindo assim fazer a entrega da premiação em um estabelecimento de Seresta, "quase bordel". Muitos Pilotos revoltados com a péssima organização da equipe do Placará, destacaram que provavelmente não voltaram a participar do evento no próximo ano se a organização do evento não mudar. Um piloto muito chateado, relatou que veio de longe para participar do evento, para ver uma coisa mal organizada, com premiação fraca, vergonha!
VEJA AINDA HOJE, O PIOR PLACARÁ DE TODOS OS TEMPOS, SAIBA PORQUE

domingo, 13 de abril de 2014

Homem é assassinado há golpes de machadinha em comunidade de Trairão-PA

O crime aconteceu na noite de sexta feira, 10, por volta de 12hs na comunidade Tucunaré, próximo ao distrito de Caracol, município de Trairão, as margens da BR-163, oeste do estado, e teve como vitima Valdenis da Conceição, o acusado foi identificado por Eraldo de Sousa.
Segundo informações na noite do crime Valdenis foi visto por populares bebendo na casa de Eraldo, há relatos que houve um desentendimento entre os dois, e que Eraldo de posse de uma machadinha teria efetuado dois golpes violentos na cabeça de Valdenis que não resistiu e morreu na hora.
Logo após o crime Eraldo fugiu do local, a policia militar do trairão foi acionada e recebeu a informação de que o assassino estaria na vicinal do Arizona, próximo ao município de Trairão. Segundo os policiais militares que estiveram no local, relataram que não havia nenhum sinal de luta, caracterizando que Valdenis foi atingido por trás sem chance de defesa, como os golpes atingiram a parte de trás da cabeça, reforça mais ainda tese. Ate agora o assassino ainda não foi preso. Por Elias Junior
 



sexta-feira, 11 de abril de 2014

Assalto em Almerim Resulta em um morto um ferido e três presos pela PM

Aconteceu na cidade de Almerim na Terça Feira, (08) aproximadamente as 17 : horas um assalto em uma Agência dos correiros, a ação aconteceu em plena luz do dia cinco bandidos audaciosos roubaram da agência a quantia de R$ 3. 000, 00 (Três Mil Reais). No decorrer da ação dos vagabundos a Policia Militar foi acionada e e na chegada os elementos ja aviam se evadido do local, depois disso a policia foi no encalço dos vagabundos. Uma guarnição reforçada da PM ao comando do Sargento Dias, Cabos Rony, Fonseca, Amaral e dos Soldados Everton, D. Oliveira, Randis, Péricles e Zaranza foram até o local e na troca de tiros dois bandidos entraram na bala, um deles de nome Gineton Pinheiro Bahia foi a óbito no local e um outro ficou ferido e foi encaminhado para a cidade de Laranjal do Jarí, os outros três foram presos pela PM, entre os presos estão, Charles Vasconcelos Araujo, Raiane da Silva e Silva, Marcos Cristian Almeida Ribeiro Reginaldo Dos Santos Ardecio. Uma equipe do Grupamento Tático da Policia Militar foi acionada para a cidade de Almerim com a missão de recambiar e conduzir os três vagabundos para Santarém. Nossa equipe de Reportagem esteve no local e presenciou a chegada da Policia na Lancha "Tambaqui", policiais do GTO encaminharam o trio para o presidio de Cucurunã.  Por Elias Junior

Coordenador do ICEPT diz que Estado do Tapajós será criado em novo plebiscito

Professor Edivaldo Bernardes
Professor Edivaldo Bernardes prevê novo plebiscito no período máximo de 4 anos
Três anos e cinco meses depois da realização da consulta plebiscitária sobre a divisão territorial do Pará, o coordenador do Instituto Cidadão Pró-Estado do Tapajós (ICEPT), professor Edivaldo Bernardo, garante que a criação do Estado do Tapajós tem grandes chances de se tornar realidade em um curto período.
Ele prevê a realização de um novo plebiscito somente na área em que deverá ser implantado o novo Estado no período máximo de quatro anos. “No plebiscito de 2011 percebemos que a população em massa votou Sim ao Tapajós. Em toda a região oeste do Pará foi mais de 94% da adesão a emancipação do Tapajós. Por conta disso sempre houve uma cobrança da população. Algumas pessoas chegam a perguntar: E agora? Nós perdemos e ficou por isso mesmo?”, observa o coordenador. Para o professor Edivaldo Bernardo, o plebiscito realizado em todo o Pará foi injusto, por conta da região de Belém ter mais votos do que o Baixo e Médio Amazonas. Por isso, segundo ele, o ICEPT buscou novos caminhos para a população ainda continuar a sonhar com a emancipação política. “Esse sonho está com base no Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) e também na PEC que o deputado Lira Maia protocolou no Congresso Nacional, onde está tramitando. É outro caminho que tem como proposta mudar a lei para que possamos fazer um novo plebiscito somente na área interessada e, não mais no Estado inteiro”, declarou.
Caso as consultas populares voltem a acontecer em um Estado inteiro, de acordo com o professor Edivaldo, o Brasil nunca mais terá uma nova Unidade Federativa por conta das capitais votarem contra a emancipação. Ele destaca que o ICEPT está procurando de todas as formas conseguir 1,5 milhão de assinaturas, através de um abaixo-assinado. “Já distribuímos mais de 1 milhão de fichas na região toda, assim como no Amazonas, no Amapá, Roraima e Tocantins. Isso é para que a gente possa coletar na região e em outros estados. Embora a gente possa coletar em todo o Brasil, mas em cinco estados a gente terá 0,3% do eleitorado”, enfatiza.
PREVISÃO: O professor Edivaldo Bernardo acredita que até o final deste ano seja possível conseguir a quantidade de assinaturas, para que o abaixo-assinado seja protocolado no Congresso Nacional. “Se a PEC que está tramitando passar primeiro que o PLIP, essas assinaturas serão importantes para ajudar na aprovação do projeto no plenário da Câmara Federal”, ressalta.
SONHO: Para o professor Edivaldo Bernardo, o importante é que as coisas não morreram e o sonho de criação do Estado do Tapajós, não acabou. As possibilidades de emancipação agora, segundo ele, são maiores do que antes do plebiscito de 11 de dezembro de 2011.
“Agora as autoridades sabem que não é apenas um grupo de políticos que quer a emancipação, mas toda a população do Oeste do Pará. A gente espera que no máximo em três ou quatro anos seja realizado um novo plebiscito somente na área de interesse, para que o Estado do Tapajós seja de fato criado”, prevê Edivaldo Bernardes.  Fonte: RG 15/O Impacto 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

AUDIÊNCIA SEGUP

O Presidente da AMUT e Prefeito de Uruará, Everton Moreira o "Banha", foi recebido em audiência pelo Secretário Estadual de Segurança do Pará Sr. Luís Fernandes Rocha, pedindo melhorias para a região com o aumento de efetivo das polícias civil e militar aos Municípios, haja visto o grande aumento nos números da violência na região, inclusive com assalto a agência bancária no próprio município de Uruará em março passado. O Prefeito foi recebido pelo secretário, pelo Secretário Adjunto de Operações o Coronel QOPM Mário Alfredo Souza Solano e pelo Investigador Silvio. Com informações AMUT

GESTÃO AMBIENTAL INOVA COM TEATRO PEDAGÓGICO EM URUARÁ

 DNIT e a Gestão Ambiental da rodovia BR-230/PA, a Transamazônica, por meio das equipes de Educação Ambiental (PEA) e Comunicação Social (PCS) em parceria com a Secretaria de Educação de Uruará, inovaram na abordagem educativa junto aos alunos do ensino fundamental do município de Uruará. Encenaram uma peça infantil que tratava do tema: Segurança no Trânsito, com personagens que demonstram a realidade local e até mesmo de grande parte do interior do Brasil. Para dar vida aos personagens, os integrantes do PEA e do PCS, levaram informação de forma lúdica aos pequenos expectadores durante um dia inteiro de intensas atividades em quatro escolas do município, cerca de 200 alunos assistiram a peça. A palavra "teatro" deriva dos verbos gregos "ver e enxergar", desta forma o teatro tem como função principal mostrar o comportamento social e moral, ensinar valores, o bom relacionamento entre as pessoas, fazendo com que a mensagem principal seja assimilada. Neste caso, os alunos aprenderam e vão se tornar disseminadores.
Pensando dessa forma, a Gestão Ambiental montou o espetáculo com quatro personagens bem significativos no contexto: Uma menina (Aninha) que usa sua bicicleta e todo o equipamento de segurança, uma adolescente (Mariana) que aos 15 anos já pilota uma moto e é extremante imprudente, uma motorista (D. Graça) que fala ao celular dirigindo e o Guarda de trânsito, que após um pequeno acidente, passa a mensagem do certo e do errado interagindo com as crianças. Vanessa Silva Magalhães, 9 anos, aluna da 5ª série da Escola Francisca Lima, disse nunca ter visto uma peça de teatro. “Nunca tinha visto, gostei muito! Aprendi que devemos usar o cinto de segurança no carro, capacete na moto e que a gente só pode dirigir depois que completar 18 anos”, disse a aluna. Além de divertido, o teatro alcançou todas as expectativas tento das esquipes da Gestão Ambiental, como dos alunos, professores e diretores.
As escolas que receberam o teatro foram:
E.M.E.F Ângelo Debiase, E.M.E.F Francisca Lima, Sistema Objetivo de Ensino e E.M.E.F Antônio Roque Lopes. Com informações de Renata Pantoja

terça-feira, 8 de abril de 2014

COMITIVA DE URUARÁ ESTA EM MARABÁ NA DISCUSSÃO DA PEC 215

Uma comitiva de Vereadores de Uruará, junto com o Prefeito Eventon estão em Maraba na audiencia que discute a PEC 215.
Eles participaram de uma audiência pública sobre a PEC, que transfere ao Parlamento a prerrogativa de homologação de terras indígenas. Os deputados ouviram reclamações de índios sobre o acesso à saúde e educação públicos. A queixa deve ser usada como um dos argumentos de que o atual modelo de gestão das questões indígenas é ineficiente.
“Apesar de mostrarem uma insegurança muito grande quanto à mudança na forma de demarcação de suas terras, os índios também se queixaram de dificuldades no acesso à saúde e educação”, explicou a assessoria do deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA), membro da comissão. Deputados, prefeitos, representantes da sociedade e lideranças indígenas participaram da audiência pública marcada pelo “respeito mútuo”, disse a assessoria do deputado.
Após o debate, Queiroz foi convidado para visitar algumas aldeias e explicar as propostas de mudanças na forma de demarcação de terras. As datas para esse encontro ainda serão marcadas. “É importante ouvir os índios. É um debate para esclarecer o teor da PEC, você tem que democratizar o debate, para fazê-lo melhor”, disse o deputado. Antes de apresentar o texto à Câmara, a comissão especial vai fazer mais seis audiências públicas até chegar à redação final. O último debate será dia 6 de junho em São Paulo.
No ano passado, a PEC 215 provocou revolta de índios, que chegaram a invadir o plenário, em abril, para impedir a criação da comissão especial, que acabou sendo formada em dezembro. Durante os debates sobre a formação da comissão, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se posicionou contra a PEC, a qual julgou inconstitucional.
“Expressamos, em nome do governo, a posição contrária à aprovação da PEC 215, por entender que ela é inconstitucional. Ela fere cláusulas pétreas da Constituição. Não resolve o problema [das demarcações] e gera situações de conflitos que precisam ser resolvidas. Demonstramos que, se o Congresso aprovar a PEC, ela não sobreviverá no Supremo Tribunal Federal. Será buscar uma solução que, na verdade, é a criação de mais um problema”, disse Cardozo.
Para o ministro, a melhor forma de resolver o impasse em torno da demarcação de terras indígenas passa pelo debate entre as diferentes partes. "Eventuais mudanças legislativas têm que ser pactuadas entre representantes indígenas, parlamentares e governo, porque nada se resolve na questão indígena sem pacto".

segunda-feira, 7 de abril de 2014

EQUIPE DEMUTRAN DE URUARÁ RETOMAM ATIVIDADES COM TRABALHOS

Reiniciou neste mês de abril as atividades do Departamento Municipal de Trânsito de Uruará. Segundo informou o diretor do departamento, o 2º Sargento aposentado da Polícia Militar, Arnould Campos, o trabalho inicial é orientar os condutores com a realização de blitz educativas nas ruas e avenidas da cidade.
Em Uruará, há ainda muita resistência principalmente dos motociclistas em se enquadrar nas normas educativas utilizadas pelo DEMUTRAN. Arnould disse que trabalhará a questão da educação à população a andar na mão correta, o uso do capacete, manter a documentação do veículo e do condutor em dias.
Um levantamento feito pelo DENTRAN em 2011, a frota de veículos de Uruará já passavam de 5 mil. Segundo dados do Detran, a maioria absoluta é do tipo motocicleta e motoneta e é preciso que cada condutor se enquadre dentro das leis do trânsito para que sejam evitados os provocação de acidentes. Estes acidentes que têm acontecido no trânsito de Uruará poderiam ter sido evitados com o uso da prudência.
O DEMUTRAN está vinculado a Secretaria Municipal de Administração.
 

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Prefeito de Santa Luzia foi cassado pela justiça

O juiz da 41ª Zona Eleitoral, Omar José Miranda Cherpinsk, cassou o mandato do prefeito do município de Santa Luzia do Pará, Adamor Aires de Oliveira, do PR. A decisão foi divulgada ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ação foi impetrada pelo PMDB, pelos advogados Tiago Brito e Mayara Carneiro, com alegações finais elaboradas por Sábato Rosseti. O juiz determinou que a presidente da Câmara Municipal de Santa Luiza do Pará, Olinda da Luz Lucena (PSD), assuma a gestão do município até que o TRE realize outra eleição para prefeito de Santa Luzia do Pará.
Com provas de infrações que levariam à cassação de Adamor Ayres, o segundo colocado nas eleições, com a diferença de apenas 108 votos, Edno Alves (PMDB) e sua vice, Maria Lúcia Machado (PT), entraram com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), em 2012, contra a coligação “Caminhando com o povo”, de Adamor Ayres e Robson Roberto da Silva (PR), o Robson Federal, pedindo a cassação do registro e do diploma do prefeito e seu vice, argumentando capitação ilícita de sufrágio, através de intervenção de poder e econômico e abuso de poder político.
Na instrução do processo, ficou comprovado através de gravação que Adamor Ayres ofereceu emprego em troca de votos. Além de o registro do áudio ter sido periciado pela Polícia Federal, que atestou total legitimidade à gravação, testemunhas que dialogaram com o acusado no trecho ouvido pela perícia e pelo juiz confirmaram suas vozes e, consequentemente, o crime eleitoral, durante as audiências.
Com isso, o juiz decidiu pela prática e abuso de poder político e econômico, por oferecer cargo político a eleitor, em termos do artigo 22 da lei complementar nº64/90, e em consequência determinou a cassação do diploma e o mandato de Adamor Ayres e Robson Federal, bem como aplicou a multa de 3.000 UFIRs e o cumprimento de inelegibilidade pelo período de oito anos subsequentes às eleições municipais de 2012. Para Robson Federal, que não ficou inelegível, coube apenas a multa de 1.000 UFIRs, considerando que nada há nos autos contra o vice-prefeito, também cassado. (Diário do Pará)

Circuito interno flagra execução de motorista de van em Altamira, PA

George Leite

Atirador chegou de moto e disparou várias vezes contra motorista.
A vítima, George Leite, tinha 34 anos e morreu no Hospital .
Uma câmera de vigilância registrou a execução de um motorista de van em Altamira, sudoeste do Pará. Dois homens chegam em uma moto, um deles desce atira várias vezes contra a vítima, que estava dentro do veículo. O crime aconteceu às 6h30 desta quinta-feira (3).George Leite de 34 anos, foi alvejado com pelo menos 5 tiros, quando saía para o trabalho na manhã desta quinta-feira, o homem foi socorrido pelos bombeiros e levado para o Hospital Regional em estado grave. Segundo familiares, ele não resistiu e terminou morrendo ainda durante as tentativas de socorro de uma junta médica do hospital.
A imagem mostra dois homens em uma moto parando ao lado da van. Um deles, de camisa preta, dispara contra o motorista, que tenta abrir a porta. O pistoleiro desce da moto e dispara mais vezes. Depois, dá a volta na van para terminar o serviço. Após os disparos, o condutor da moto dá meia volta para buscar o atirador. George Leite que iria completar 34 anos, no próximo dia 13, deixou duas filhas, uma de 5 e outra de 14 anos, ele tem familiares em Placas e em Altamira.